2ª Tarde Literária estimula produção de trabalhos sobre o folclore em Camboriú

A 2ª Tarde Literária de Camboriú será realizada na próxima quinta-feira, dia 24. A ação, organizada pela Secretaria de Educação, tem como tema o folclore e a inclusão na sociedade. Serão expostos trabalhos de alunos de mais de 30 Centros Educacionais Infantis (CEIs) e Escolas Básicas Municipais (EBMs). Os estandes de apresentação estarão instalados em torno da Praça da Figueiras e da Igreja Matriz da Paróquia do Divino Espírito Santo, na Rua Lauro Muller, no centro, das 14 às 17 horas. Toda a comunidade está convidada a visitar e conhecer os trabalhos.

Segundo a diretora pedagógica Ana Paula Vignoli, a ação busca estimular a produção de obras literárias. “Como o dia do Folclore é celebrado em agosto, achamos que era a ocasião perfeita para estimular nossos alunos a produzir peças artísticas e literárias. Além disso, a Tarde visa destacar a inserção de pessoas com deficiências na sociedade e colocar a comunidade a par dos trabalhos realizados nas escolas”, pontua. O evento contará com a exposição de desenhos, pinturas, colagens, recortes, rimas e parlendas sobre personagens folclóricos, produzidos por alunos das creches e dos anos iniciais do ensino fundamental do município, assim como textos descritivos ou releituras de fatos históricos, feitos por adolescentes dos anos finais.
Desde o início de agosto, professores do município organizaram ações internas para inserção dos temas e preparo dos trabalhos. Marilda da Silva Mendes, professora do berçário dois no CEI Maria Bittencourt Saut, por exemplo, criou uma cabrinha, em alusão ao boi de mamão. Ao lado dos alunos, bebês de um a dois anos de idade, Marilda produziu o brinquedo utilizando um cavalo de madeira, travesseiro e tecidos. “No folclore, a cabra é um boi medroso. Durante uma aula, enquanto fazíamos, coloquei uma música sobre a lenda para tocar e isso entreteve as crianças ainda mais”, comenta.
Para a professora, falar sobre folclore é resgatar culturas que foram deixadas de lado. “A história do boi de mamão tem muita relação com povo açoriano. É perceptível que o camboriuense não se relaciona mais com alguns personagens. Com o trabalho que antecedeu a Tarde Literária, conseguimos mostrar a cultura que temos para aqueles que são o futuro do município e isso pode resultar na lembrança de algo que já foi tão rotineiro”, explana Marilda.
Ao fim da 2ª Tarde Literária, serão escolhidos por uma comissão técnica os primeiros e segundos lugares das categorias instituídas (educação infantil, anos iniciais e anos finais). Os vencedores ganharão um ar condicionado ou outro prêmio a ser adquirido para as unidades escolares em que estudam.
Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com