ALESC: Guarda do Embaú recebe certificação como reserva mundial do surfe

A praia da Guarda do Embaú, situada em Palhoça, na Grande Florianópolis, recebeu uma certificação internacional que a credencia como uma reserva mundial do surfe. O assunto foi tratado na tribuna da Assembleia Legislativa, na tarde desta terça-feira (11).

Conforme o coordenador do Comitê Local da Reserva Mundial de Surfe da Guarda do Embaú, Marcos Aurélio Gungel, a praia catarinense é a nona no mundo e a primeira do Brasil a receber essa certificação. Para isso, foram levados em consideração quatro aspectos: ecossistema, qualidade das ondas, cultura e tradição e apoio da comunidade. “Essa certificação é importante para garantirmos a preservação da praia”, explicou.

De acordo com o coordenador, a Assembleia Legislativa foi parceira na conquista dessa certificação. Em 2015, por meio da Comissão de Turismo e Meio Ambiente, o Parlamento catarinense encaminhou moções de apoio à certificação.

Nick Mucha, diretor de Programas da Save The Waves Coalition, entidade que concede a certificação, também veio à Assembleia. Ele explicou que objetivo do título é integrar a Guarda do Embaú a uma rede mundial de reservas do surfe, que tem como propósito principal a preservação da natureza e das tradições e culturas locais.

Gungel e Mucha ocuparam a tribuna da Alesc a convite do deputado João Amin (PP). O parlamentar destacou a importância da certificação e a necessidade de manter a Guarda do Embaú preservada. A deputada Dirce Heiderscheidt (PMDB) também parabenizou a comunidade da Guarda pela conquista do título.

Marcelo Espinoza
Agência AL
Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com