Após internação, mulher queimada morre em Joinville; ex-marido suspeito de atear fogo está foragido

Morreu na última quinta-feira (9), Cristiane Palopoli, de 33 anos. Ela estava internada no Hospital São José de Joinville desde 25 de junho, quando teve parte do corpo queimado após ter sido atingida por gasolina dentro de casa em São Francisco do Sul.

O ex-marido dela é o principal suspeito. O crime teria ocorrido na frente dos quatro filhos.



Embora fossem separados, eles moravam na mesma casa. Cristiane Palopoli foi arrastada até o banheiro e lá o fogo foi ateado nela, segundo a polícia.

Os vizinhos levaram a vítima para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Depois, ela foi transferida para o Hospital São José, de Joinville. Conforme a unidade, a vítima foi conduzida nesta terça para a unidade de queimados.

Embora a polícia tenha pedido a prisão preventiva do suspeito, ele continuava foragido até a manhã deste sábado (11).

error: Este conteúdo é protegido. As fontes estão mencionadas no final da matéria.