Apresentação de entidades reforça a valorização do desenvolvimento de crianças e adolescentes

“Precisamos valorizar e proteger as crianças e adolescentes de Camboriú”. É o que explicou o coordenador do Núcleo de Prevenção e Combate às Drogas e à Pedofilia, Valmor Dalago, durante a apresentação da Rede de Proteção e Atendimento às Crianças e Adolescente do município – formada por entidades e organizações que realizam projetos sociais – na tarde desta terça-feira, dia 13. O evento, realizado no auditório da Prefeitura, foi organizado pelo Conselho Municipal da Criança e Adolescente (CMDC) em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social.

A apresentação reuniu representantes de escolas de Camboriú. “Os profissionais das unidades de ensino, públicas ou privadas, trabalham diretamente com as crianças e adolescentes. É preciso que eles saibam a que organização ou entidade recorrer em casos de necessidade, quais estão aptas a proteger os direitos dos pequenos, entre outros exemplos”, explica a presidente do Conselho, Rubia Costa da Silva.
A Rede de Proteção e Atendimento às Crianças e Adolescente assegura os encaminhamentos corretos dos jovens para entidades que se adequem aos perfis deles. “Existem casos de alunos que não conseguem mostrar um bom desenvolvimento dentro de sala ou que mantêm posturas inadequadas, por exemplo. Nem sempre há porquê encaminhá-los diretamente para o Conselho Tutelar. Os jovens podem se identificar com atividades de certas organizações, como as esportivas ou voltadas para a música, e isso refletir no crescimento pessoal deles”, reforça.
Todas as entidades que fazem parte da iniciativa estão registradas junto ao Conselho e recebem aporte financeiro do Fundo da Infância e Adolescência para execução dos projetos sociais. “A comunidade precisa estar por dentro das ações realizadas pelas organizações. Essas entidades melhoram a qualidade de vida das crianças e adolescentes”, analisa o prefeito interino de Camboriú, Ramon Jacob.
Entre as entidades que compõem a Rede de Atendimento, estão o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), Conselho Tutelar, Ação Social e Cultural de Monte Alegre, Associação Beneficente Cristã Real Esperança, Associação Beneficente Razão de Viver, Associação Camboriuense de Judô (ACAJ), Associação Comunitária Beneficente Latarte, Associação de Pais de Atletas de Futebol de Campo da Cidade de Camboriú e Região, Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), Associação Kadiz Esporte e Lazer, Associação Lar Bom Pastor, Grupo Escoteiros Terra do Vale, Instituto Redenção Lar de Marina, Núcleo de Prevenção às Drogas e à Pedofilia e Sociedade Banda Escola Musicor.
“Vemos que a demanda cresce a cada dia. Mas, como velho dito popular, a união faz a força. Juntos conseguimos definir diretrizes mais assertivas, promover ações que garantam os direitos daqueles que são o futuro do município”, compartilha a secretária de Desenvolvimento e Assistência Social, Andréia de Souza Machado.
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: Este conteúdo é protegido. As fontes estão mencionadas no final da matéria.