Audiência Pública discute os impactos da construção do Distrito Regional de Inovação

Foi realizada ontem (29), no salão do Parque do Agricultor, no bairro Itaipava, uma audiência pública para conhecer e esclarecer dúvidas sobre a construção do Distrito Regional de Inovação de Itajaí. Durante o encontro com quase 70 participantes, entre moradores das proximidades, secretários e vereadores de Itajaí, foi apresentado o Relatório de Impacto Ambiental (RIMA).

Os estudos foram preparados pela Fundação do Meio Ambiente (Fatma) em parceria com uma empresa privada, como parte do processo de licenciamento. Os técnicos analisaram os recursos hídricos, a fauna e a flora da região. De acordo com o presidente da Itajaí Participações, que acompanha o andamento do processo, Jair Bondicz, a expectativa é de que o licenciamento seja concluído até dezembro.



Jair também revela que o público presente aceitou o projeto, especialmente pela perspectiva de geração de mais empregos e renda. Com o distrito de inovação, Itajaí busca o empoderamento regional e atrair investidores. A expectativa é que se criem 22 mil novos postos de trabalho na cidade.

Sobre o Distrito de Inovação

O Distrito de Inovação de Itajaí faz parte do projeto InovAmfri, com ações voltadas para o desenvolvimento econômico e sustentável da região da Foz do Rio Itajaí para as próximas décadas. O projeto buscou soluções inovadoras por meio de planejamento e capacitações, que integrassem os municípios da Foz do Rio Itajaí e a transformassem em uma região inteligente de classe mundial até 2040.

A expectativa é chegar a essa data com uma nova economia, globalmente competitiva e com uso aprimorado dos recursos naturais e humanos, gerando empregos e qualidade, aumento de renda e melhoria na qualidade de vida para a população local.

O InovAmfri teve início em abril em 2015, com a parceria entre a AMFRI e o Governo do Estado de Santa Catarina. O investimento na realização das ações do projeto foi de R$ 8 milhões, financiados pelo Governo do Estado. Em Contrapartida, a AMFRI investiu R$ 800 mil, recursos aplicados na gestão do projeto.

A região identificou três eixos de atuação estratégicos que deveriam ser adotados: Desenvolvimento Econômico Regional, Qualificação da Gestão Pública Municipal, Mobilidade Urbana Regional. As ações desses três eixos foram desenvolvidas de forma complementar, mirando sempre o padrão internacional. Todas as ações eram transversais, de modo que pudessem contribuir para elevar a região aos primeiros lugares nos índices catarinenses de desenvolvimento sustentável, inovação, qualidade de vida e crescimento socioeconômico.

O Ponto de Partida

O primeiro pilar do Distrito de Inovação Regional de Itajaí será o Centro de Inovação Regional de Itajaí. A iniciativa é parte do Programa Catarinense de Inovação, promovido pelo Governo do Estado em parceria com entidades de todas as regiões catarinenses. O programa prevê a construção de 13 centros de inovação pelo Estado, que atuarão em rede. Itajaí sediará, no Distrito de Inovação, o segundo centro a ser inaugurado, no primeiro trimestre de 2018. O modelo jurídico de ocupação e gestão do Centro de Inovação Regional de Itajaí, concebido pela Recepeti, foi inspirado nas iniciativas da Rede de Parques Científicos e Tecnológicos da Catalunha (XPCAT) e do instituto de pesquisa fundado na Universidade de Stanford –SRI Internacional e obteve a validação pela equipe técnica da XPCAT.

O Centro de Inovação Regional de Itajaí atuará a partir do Distrito de Inovação como um hub conector da tríplice hélice na região, promovendo a interação entre governo, iniciativa privada e a universidade. A convivência harmônica dos elementos da tríplice hélice ampliará a qualificação do empreendedorismo e cultura da inovação na economia regional, tendo como missão fazer do Centro de Inovação Regional de Itajaí uma referência mundial em um ambiente colaborativo de inovação, com busca de soluções que gerem um impacto positivo e sustentável para a comunidade.

Como parte da tríplice hélice, as universidades estarão ativamente presentes no Centro de Inovação Regional de Itajaí, com destaque para a Universidade do Vale do Itajaí – Univali, com o Uniinova, e para a Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: Este conteúdo é protegido. As fontes estão mencionadas no final da matéria.