Avião que pousaria em Navegantes teve que voltar para SP por falta de bombeiros em solo

Passageiros a bordo de um avião da Gol viveram momentos de angústia ao ver que a aterrissagem em Navegantes não poderia acontecer como estava programada.

A aeronave partiu de São Paulo na noite de quinta-feira, 9, e deveria chegar no Aeroporto Ministro Victor Konder às 23h40, mas houve um atraso.



Por volta das 00h10 de sexta-feira o avião sobrevoava o aeroporto e foi informado que precisaria retornar para São Paulo, pois a equipe de bombeiros de plantão já havia ido embora.

Por normas da aviação civil no Brasil, pousos somente podem rolar se bombeiros estiverem de sobreaviso no aeroporto. Segundo a Infraero, a brigada dos bombeiros civis trabalha num turno de 18 horas por dia e, por isso, não atende após a meia noite. Em casos em que o atraso é previsto antes da decolagem, a torre de Navegantes avisa para não decolar, mas como o atraso ocorreu durante o percurso isso não foi possível.

A partir do dia 20, avisa a Infraero, o serviço passará a ser prestado por bombeiros orgânicos da empresa e a escala será de 24 horas, evitando que problemas como esses voltem a acontecer.
Um dos passageiros entrou em contato com o DIARINHO para contar sobre a preocupação das pessoas dentro do avião. “Depois desses acidentes aéreos a gente sempre pensa que o avião pode não ter combustível suficiente. É uma sensação horrível,” desabafou. O avião retornou para São Paulo.

Os passageiros passaram a noite em SP e só chegaram em Navegantes na manhã de sexta-feira.

error: Este conteúdo é protegido. As fontes estão mencionadas no final da matéria.