Bocas de lobo são vistoriadas e limpas em caráter emergencial em Balneário

Iniciou nesta semana a Operação de Vistoria e Limpeza, em caráter emergencial, em todas as bocas de lobo das regiões que sofreram alagamentos, nas enxurradas de janeiro, em Balneário Camboriú. A ação é uma das medidas de enfrentamento às chuvas traçadas pelo Município. Para a execução do serviço, a Secretaria de Obras terceirizou dois caminhões hidrojatos, que somados a dois da municipalidade, formaram quatro frentes de trabalho, que já estão atuando desde segunda-feira (19), no Centro e bairros da cidade.

A limpeza segue um roteiro determinado pela Defesa Civil, que mapeou a cidade detectando os pontos mais atingidos. “Esta ação visa justamente diminuir os impactos das chuvas em Balneário Camboriú. Portanto a manutenção das bocas de lobo, das nossas galerias, da rede pluvial é um assunto que nós estamos tratando em duas etapas. A primeira é de maneira emergencial, com a limpeza nessas 162 ruas catalogadas que sofreram maior impacto, e logo após, já está em fase final o termo de referência que vai fazer um grande estudo de toda a nossa galeria pluvial, de todas as situações que ocasionam cheias no município, justamente para que nós venhamos sair do ‘‘achismo’’ que possamos executar grandes e importantes obras, com um laudo técnico aprimorado e avançado”, explicou o prefeito, Fabrício Oliveira.

Ao todo serão 162 ruas beneficiadas na ação, no Centro e em todos os bairros, incluindo a Região Sul, que compreende o Nova Esperança, Barra e Praias Agrestes. “Se levarmos em consideração, para base de cálculo, que cada rua tem em média 500 metros, e vamos atuar em 162 ruas, teremos cerca de 81 quilômetros de vias trabalhadas. E se tivermos uma boca de lobo a cada 40 metros, serão 2 mil bocas de lobo/caixas a serem vistoriadas”, pontua o secretário de Planejamento e Obras, engenheiro Edson Kratz.

Baseado na produtividade do primeiro dia de serviço, quando foram vistoriadas e limpas 35 bocas de lobo na rua 1822, Kratz estima que a Operação leve três meses para ser concluída. “Não estamos só limpando as bocas de lobo. Na vistoria são detectados os problemas como tubulação e grelhas quebradas. Para isso segue, junto às equipes, um coordenador da Secretaria de Obras mapeando os trechos e, para cada problema detectado, entra em ação, no mesmo ponto e simultaneamente, nossos servidores consertando a tubulação e trocando grelhas, se for o caso”, complementa o secretário.

INFELIZMENTE NÃO É POSSÍVEL POSTAR A RELAÇÃO DE RUAS ENVIADA PELA PREFEITURA, POIS A MESMA ENVIOU O ARQUIVO EM UM FORMATO NÃO MUITO COMUM. 

As Equipes

Das quatro equipes atuando na Operação de Vistoria e Limpeza das Bocas de Lobo de Balneário Camboriú, as duas terceirizadas estão na região central da cidade, onde 25 ruas serão trabalhadas, nos trechos entre a Avenida Atlântica e Marginal Leste; da rua 1201 a 2550.

Uma equipe atua na Região Sul, iniciando pela região do Nova Esperança, Loteamento Schultz, local mais afetado pelos alagamentos. E a quarta equipe já atua há 15 dias no bairro dos Municípios, onde 50% das bocas de lobo já foram vistoriadas e limpas pela Operação.

O mapeamento feito pela Defesa Civil e seguido pelas equipes define as ruas que estão relacionadas no arquivo. A relação não está na ordem cronológica da realização dos serviços.

A empresa Trinitá Grupo de Saneamento, de Balneário Camboriú, foi contratada emergencialmente para auxiliar na Operação de Vistoria e Limpeza, pelo valor mensal de R$ 77.300. A contratação compreende os serviços de dois caminhões combinado de hidrojato e vácuo, com a mão de obra de dois motoristas e quatro ajudantes – duas equipes. O contrato feito pelo período de dois meses, pode ser renovado por mais dois meses.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com