Câmara de Vereadores economizará 6,5 milhões com novas iniciativas

A Câmara de Vereadores de Balneário Camboriú iniciou a implantação de medidas para melhorar a infraestrutura, os processos internos e o atendimento ao munícipe, buscando se tornar mais ágil, acessível, sustentável e transparente.

Será feita uma reforma no prédio do Legislativo, realizando adequações de segurança e de acessibilidade para que todos os cidadãos possam frequentar a casa do povo em igualdade de condições. Na área do hall de entrada, por exemplo, está prevista a demolição parcial da laje existente para construção da escada partindo do nível da calçada até o vestíbulo, com a inclusão de uma plataforma elevatória para acessibilidade universal.



Destaca-se, também, o revestimento externo do edifício em alumínio composto (ACM), brises metálicos e vidro estrutural. O revestimento em ACM trará uma significativa economia aos cofres do Legislativo, pois diminui drasticamente a necessidade de manutenção na pintura da fachada. Os brises são dispositivos utilizados para impedir a incidência direta de raios solares no interior de um edifício, o que auxilia na diminuição do calor e consequentemente na utilização de ar condicionado.

O projeto de reforma e requalificação de fachada foi elaborado por professores e alunos do Curso de Arquitetura e Urbanismo da Faculdade Avantis, através do Escritório Modelo de Arquitetura, sem custos para a Câmara. O edital de licitação dos materiais e serviços foi lançado em maio, e a reforma tem previsão de começar nesse segundo semestre. O valor máximo estimado no edital para a reforma é de cerca de R$ 1,3 milhão, o qual deverá ser reduzido com a licitação. Com a execução do projeto a Câmara economizará R$ 1,7 milhão nos próximos 10 anos. A previsão de economia leva em conta os gastos anuais do consumo de energia elétrica, reformas, pinturas, consumo de água e prevenção a enchentes na Câmara.

Outra iniciativa é a implantação de um novo sistema, que possibilitará a automação do processo legislativo, a melhoria da comunicação interna a criação do Diário Digital, que irá zerar as despesas com publicações legais, e da Ouvidoria Digital, através da qual o cidadão poderá entrar em contato diretamente com seu representante, dispondo também de acesso por um aplicativo de celular. O resultado será a agilidade na tramitação das proposições, diminuição dos custos com impressões e insumos, maior interação da população com os parlamentares e mais transparência e controle do trabalho dos vereadores.

O investimento no novo sistema, que será implantado em breve, será inferior ao de sistemas similares em outras câmaras – R$ 65.400,00 contra R$ 360.000,00 – e proporcionará uma economia de R$ 2,4 milhões, nos próximos 10 anos, com base, no consumo médio anual de insumos e publicações em Diário Oficial da Câmara.

A transparência também é o foco da Rádio Câmara, que deverá entrar em operação nos próximos meses e será mais um meio para os munícipes acompanharem a atuação dos vereadores. A Rádio Câmara será um importante canal com informações do trabalho legislativo, que disseminará, diariamente, notícias sobre a tramitação dos projetos que influenciam a vida local.

“Todas essas iniciativas levarão a Câmara a um caminho de maior transparência, economia, sustentabilidade, agilidade e inclusão, deixando-a mais preparada para legislar para o cidadão e para o desenvolvimento do município”, afirma o presidente do Legislativo, Roberto Souza Junior.

A Câmara de Vereadores de Balneário Camboriú está entrando em uma nova fase: mais ágil, acessível, sustentável e, principalmente, mais transparente. Estão sendo implementadas várias medidas para melhorar a infraestrutura, os processos internos e o atendimento aos munícipes. O resultado dessas ações será uma economia estimada de R$ R$ 6,5 milhões para os próximos 10 anos com base no consumo médio geral anual da Câmara de Vereadores de Balneário Camboriú nos últimos anos.

 

Fonte: ASCOM – Câmara BC

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com