Camboriú tem escolinha gratuita de vôlei feminino

Cada passe de bola, um desafio. Cada vitória, a superação depois de várias jogadas. Assim é o vôlei, um embate cheio de emoções que já conquistou lugar no coração dos brasileiros. Em Camboriú, não é diferente. Hoje, são 80 meninas que aderiram à modalidade e encontraram na escolinha gratuita de vôlei da Fundação de Esportes um passatempo divertido e um aprendizado com valores para a vida toda.

Com aulas realizadas de segunda a quinta-feira, em diversos horários, o professor de vôlei da FME, Doriedson Garcia Pereira, conta como funcionam as aulas. “Estamos com horários abertos para meninas a partir de 9 anos de idade. A criança deve residir no município e vir com tênis e uma roupa confortável para praticar atividade física. Quem já jogou e gostaria de dar continuidade no esporte também pode nos procurar, pois as turmas vão até 17 anos”, explica ele, que é formado em Educação Física e atua há mais de 20 anos na modalidade.

Na escolinha, as alunas aprendem noções básicas do voleibol, as regras, alongamento e preparação física. Desenvolvem atributos como disciplina, persistência, foco e trabalho em equipe. “Esporte é superação. Aqui formamos, além de atletas, cidadãos responsáveis e do bem. Despertar o gosto pelo esporte nos jovens contribui para que tenham um futuro saudável com qualidades que vão levar para toda a vida”, ressalta o professor.

Seguindo os passos da família e incentivada por Doriedson, Vilmara Alana Pinheiro, 15 anos, almeja usar o conhecimento adquirido no vôlei para futuramente estudar educação física e se tornar uma professora. “Aqui as crianças aprendem um esporte se divertindo em vez de estarem na rua ou em casa ociosas. Com o vôlei, aprendi a não desistir dos meus sonhos, ser persistente, mesmo com as dificuldades. Tudo melhora, o corpo e a mente”, destaca.  A jovem joga no time de rendimento da FME como ponteira e tem como inspiração as atletas da Seleção Brasileira de Vôlei, Jaqueline e Thaísa.

A estudante Kauane Morais Ribeiro, 13 anos, entrou na escolinha há alguns meses e já observa os benefícios. “Melhorei minha saúde e fiz novas amizades, pois antes eu era bem tímida e agora consigo me relacionar melhor com as pessoas, interagir mais. Eu amo o vôlei”, ressalta. Kauane faz parte da equipe de pré-rendimento da FME e joga como levantadora. Sua inspiração também é a atleta profissional Jaqueline.

O gestor esportivo da Fundação, Renato da Conceição Junior, Renatinho, revela que a escolinha de vôlei tem como objetivo motivar mais crianças e jovens para a modalidade. “A ideia é oportunizar aos jovens camboriuenses a prática do esporte e, conforme a evolução de cada um nos treinos, formar equipes de rendimento para representar Camboriú em competições pelo estado”, afirma.

Como participar

Para quem quiser fazer parte da escolinha de vôlei é só ir até o ginásio no dia da aula, munido de um atestado médico recente, comprovante de matrícula da escola e foto 3×4. O cadastro é feito pelo próprio professor, que direciona a aluna para o horário adequado à idade. Doriedson explica que turmas masculinas devem abrir no próximo semestre e que interessados podem conversar com ele para ter outras informações.

Os treinos do feminino são realizados no Ginásio Irineu Bornhausen, localizado na Rua Maria da Glória Pereira, no Centro, com aulas nos seguintes dias e horários:

Segunda, quarta e quinta-feira: das 8 às 9h30min (12 e 13 anos); das 9h30min às 11h30min (14 a 17 anos); das 13h30min às 15 horas (12 e 13 anos); das 15 às 17 horas (14 a 17 anos).

Terça e sexta-feira: das 13h30min às 15 horas (9,10 e 11 anos); e das 14h30min às 18 horas (Livre)

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com