Carro da PM que se envolveu em acidente com quatro mortos estava a 138 km/h, diz laudo

Um laudo do Instituto de Criminalística, divulgado nesta segunda-feira (22), aponta que o carro da Polícia Militar (PM) que se envolveu em um acidente que deixou quatro pedestres mortos estava a 138 quilômetros por hora antes da batida.

O acidente aconteceu no dia 31 de julho, na Linha Verde, em Curitiba. Quatro mulheres morreram – duas no local e duas no hospital.



Para a Polícia Civil, os PMs não estavam atendendo a nenhuma ocorrência quando a batida aconteceu, e a sirene do carro não estava ligada.

A policia disse ainda que o policial que dirigia o carro deve ser indiciado por homicídio com dolo eventual, quando assume o risco de matar, e o passageiro por falso testemunho, por ter afirmado que a equipe atendia a uma ocorrência quando houve a batida.

Laudo

O delegado Vinicius de Carvalho, que investiga o caso, afirmou que os laudos revelaram que o veículo estava a 138 quilômetros por hora antes da batida e, quando chocou-se contra o meio-fio, reduziu a velocidade para 89 quilômetros por hora.

Ao invadir a calçada e atingir os pedestres, o carro foi a 74 quilômetros por hora, tendo parado apenas quando atingiu outro carro, de acordo com a polícia.

“Mesmo que tenha sido uma catástrofe, que tenha sido um caso que eles não queiram, eles assumiram o risco”, disse o delegado.

A Polícia Militar informou que o policial que estava dirigindo o carro está em serviço administrativo e que o PM que estava como passageiro do carro está afastado dos trabalhos.

A PM afirmou ainda que não emite juízo de valor sobre as conclusões do inquérito e que não compactua com desvios de conduta de seus integrantes.

error: Este conteúdo é protegido. As fontes estão mencionadas no final da matéria.