Casamento Coletivo oficializa a união civil de 32 casais de Camboriú

Noivos e convidados, tapete vermelho, marcha nupcial tocada no violino. A Prefeitura de Camboriú, por meio da Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social, realizou nesta quinta-feira, dia 5, o Casamento Coletivo que oficializou a união de 32 casais. O registro civil, realizado no Maria’s Camboriú, integra o calendário de eventos em comemoração ao aniversário de 134 anos do município. O Município custeou decoração, bolo, espumante e os trajes.

Daiane Santana da Silva caminhou até o noivo, Alexssandro Pinheiro Ronzani, acompanhada das duas filhas dela – Monize e Beatriz. O casal se conheceu há dois anos, enquanto a jovem trabalhava como balconista em uma padaria. “Ele ia quase todos os dias na padaria. Certo dia começamos a conversar, passamos a nos conhecer e, logo depois, a namorar”, conta. Pais do pequeno Samuel Elias, de 10 meses, os moradores decidiram participar da cerimônia para realizar um sonho. “Estou extremamente realizada. O Casamento Coletivo significa nossa comunhão com Deus”, explica.
O jovem Leonardo Barbieri foi outro noivo que caminhou até o palco, onde foram oficializadas as uniões, acompanhado da filha, a pequena Valentina. Ele e Patrícia Alves Nescher se conheceram num parquinho público, no bairro Cedro, e, desde então, não se separaram mais. “Nossa relação é e sempre foi muito tranquila. Após seis anos juntos, nos conhecendo e construindo uma história, optamos por oficializar a união. Agora, casados, iremos construir uma casa e, se for para ser, viver muitos anos de felicidade”, compartilha o noivo.
A secretária de Desenvolvimento e Assistência Social, Andréia de Souza Machado, vê o Casamento Coletivo como uma ação de cidadania. “Muitos moradores não possuem condições financeiras para arcar com cerimônia e festa de casamento, que, por si só, reforça o amor entre o casal. É necessário que os noivos saibam contornar as diversidades, sempre com muito amor. Espero que as uniões deste ano sejam duradouras e que esse dia fique marcado para todos”, finaliza.
error: Este conteúdo é protegido. As fontes estão mencionadas no final da matéria.