Coletivo Itajaí pode parar de novo.

Diante da possibilidade de uma nova greve dos funcionários da empresa Coletivo Itajaí, podendo ser deflagrada nesta quinta-feira (06), o Município de Itajaí pode instaurar a qualquer momento um plano emergencial para garantir a prestação do serviço à comunidade. No caso de eventual suspensão das atividades, deverá ser feito o cadastramento de ônibus, micro-ônibus e vans para auxiliar o município no atendimento emergencial com preço tabelado.

Uma vez configurada a paralisação, o sistema emergencial poderá ser instaurado. O transporte será realizado por proprietários de veículos particulares cadastrados pelo preço fixo de R$ 4 para ônibus e R$ 5 para micros e vans.

Após reunião junto com o juiz da Vara do Trabalho de Itajaí realizada no dia de hoje (05), não houve acordo quanto ao parcelamento dos salários, cuja primeira parcela foi depositada nesta quarta-feira e a segunda está prevista para o dia 14 (sexta-feira). Juntamente com o sindicato da categoria, os motoristas decidirão na manhã de quinta-feira (06) se optarão por permanecer trabalhando ou pela paralisação das atividades e por qual período.

Mais uma vez, o Município de Itajaí reforça que a crise no transporte público coletivo vem sendo enfrentada sistematicamente pela gestão municipal. Regulamentação das penalidades para as infrações cometidas, fiscalizações nos ônibus e terminais, aplicação de multas e medidas para elaboração do edital de licitação para contratação da nova concessionária do transporte público e chamamento para contratação emergencial de empresa substituta estão entre as medidas já adotadas para oferecer à população o serviço que ela merece.

_______________________
Informações adicionais:
Celso Goulart
Secretário de Planejamento, Orçamento e Gestão
Presidente da Comissão do Transporte Coletivo
(47) 3341-6252

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com