Comerciantes de Camboriú tentam barrar feiras de móveis

A autorização para uma feira e exposição comercial de móveis no centro de eventos Maria’s, em Camboriú, botou os comerciantes da cidade em pé de guerra com o prefeito Elcio Kuhnem (MDB).

Para os donos de lojas o que virá para a cidade é mais uma feira ao estilo “Brás”. Já para a prefeitura, a exposição está dentro da lei e vai acontecer de boa.



O comerciante Rocha Heribert, ex-presidente da câmara dos Dirigentes Logistas e dono de cinco lojas de móveis, foi ontem com colegas à câmara Municipal tentar o apoio dos vereadores. “Nós já temos os problemas do Gideões, agora se começar a liberar mais feira de tudo quanto é jeito, não tem condições”, reclama.

Os comerciantes ainda tentaram uma reunião com o prefeito, mas não conseguiram agenda. Eles querem que o prefeito cancele a licença da feira que, afirmam, faz concorrência desleal com os empresários locais. Para Rocha, não é justo que as feiras paguem apenas uma pequena taxa de alvará. “Nós ficamos o ano inteiro pagando impostos, dando empregos, investindo na cidade.”, comenta.

Vai acontecer

A assessoria do prefeito de Camboriú disse que a reunião com os comerciantes não foi possível porque ontem ele estava em reuniões e hoje já tinha agenda marcada com o governador Eduardo Pinho Moreira.

Também segundo a assessoria, a lei municipal que proíbe feiras na cidade se refere apenas a venda de vestuários e eletroeletrônicos. Além disso, pelos registros da prefeitura, a atividade-fim do Maria’s é para a realização de festas, congressos feiras e exposições e por isso a licença da exposição comercial de móveis não pode ser cancelada.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com