“CPI do Planejamento” escolhe presidência e relatoria

Aconteceu nesta quarta-feira (14), a primeira reunião da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) instalada na Câmara de Vereadores de Balneário Camboriú na semana passada, com objetivo de investigar e apurar responsabilidades em fatos na Secretaria de Planejamento e Gestão Orçamentária e também na Secretaria da Fazenda do município.

Os cinco integrantes da comissão – Arlindo Cruz (MDB), Gelson Rodrigues (PSB), Joceli Nazari (PPS), Marcelo Achutti (PP) e Patrick Machado (PDT) – decidiram por consenso que a presidência fica com Marcelo Achutti e a relatoria será exercida conjuntamente por Arlindo Cruz e Gelson Rodrigues.

Os próximos passos da CPI serão marcar uma reunião com o promotor Jean Forest (responsável pela moralidade administrativa), em que a comissão vai se colocar à disposição para contribuir com as investigações acerca dos fatos também apurados pela CPI, e solicitar à Controladoria Geral do Município a cópia do relatório da comissão especial criada pela atual administração municipal para analisar os mesmos fatos.

A Comissão Parlamentar de Inquérito terá como norte a transparência, como reforça Achutti: “Toda CPI tem que ser transparente, não vamos atrapalhar as investigações, mas queremos dar publicidade dos fatos que ocorreram e dos que acontecerão daqui para frente”.

Segundo o texto do Projeto de Resolução 001/2018, que criou a CPI, a finalidade da mesma abrange a investigação e apuração das responsabilidades pelos fatos ocorridos constantes na auditoria interna realizada pela divisão de auditoria geral do Município de Balneário Camboriú (Auditoria Interna Especial nº 001/2016), que apresentou possíveis irregularidades no período de 04/05/2016 a 20/10/2016, nas secretarias de Planejamento e da Fazenda.

 

Texto: Raquel Sander
Foto: Charles Camargo

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com