Curta-metragem aborda importância dos rios no desenvolvimento das cidades

Neste domingo, dia 25 de março, é comemorado o Dia Estadual do Rio Itajaí-Açu, instituído pela Lei nº 16.026, de autoria do deputado Aldo Schneider (MDB). Lançado na primeira semana de março, o curta-metragem “A cidade e o Rio”, da arquiteta Carolina Viviane Nunes, aborda a importância dos rios no desenvolvimento das cidades e apresenta tendências para um futuro sustentável.

Natural de Blumenau, Carolina teve como ponto de referência, para a criação do curta, a importância ambiental, econômica e social do Rio Itajaí-Açu para a sua cidade. Através de desenhos feitos à mão e com uma linguagem simples, o vídeo retrata o papel dos rios no desenvolvimento das cidades.



“Para mim, os rios são o elo entre a cidade, a natureza e os espaços públicos, que são esses espaços que pertencem a todos. São os espaços democráticos, onde as pessoas podem estar juntas. Então eu acho que a gente, primeiramente, precisa pensar no rio como um fio condutor de desenvolvimento da cidade”, explica Carolina.

O curta-metragem é resultado da pesquisa e vivência de Carolina em Munique, na Alemanha, após participar do programa Bundeskanzler Stipendium, patrocinado pela chanceler alemã Angela Merkel, e destinado a jovens líderes mundiais.

“Eu estava em Munique, durante a participação do programa, e fui a um festival de filmes de rio, então eu achei que seria uma boa ideia compartilhar a história e os novos projetos e tendências para um desenvolvimento sustentável através de um curta. Foi então que eu soube do edital do Fundo Municipal de Apoio à Cultura de Blumenau, que foi o patrocinador do projeto”, conta. Durante o processo do edital, Carolina também viu a possibilidade de passar esse conhecimento às crianças e adolescentes da rede pública com a exibição do curta.

Dia Estadual do Rio Itajaí-Açu
Criada em 2013, a Lei 16.026 tem o objetivo de incentivar a participação da sociedade no processo de educação ambiental e no desenvolvimento de ações para a preservação do Rio Itajaí-Açu, que é considerado o mais importante para a região do Vale do Itajaí. “O Rio Itajaí-Açu, pra mim, é o maior patrimônio de Blumenau, não só pela presença na cidade, mas também é o rio que diferencia Blumenau das outras cidades de imigração”, destaca Carolina.

A autora do curta conta ainda que o doutor Herman Blumenau, tido como fundador do município, ficou encantado com as árvores e espécies que encontrou ao redor do Itajaí-Açú, decidindo, então, iniciar ali o projeto de imigração: “Foi aí que, em 1850, chegaram os primeiros imigrantes que deram origem a Blumenau e a cidade foi se desenvolvendo. Ela nasceu e cresceu através do contato com o rio”.

 

Com a colaboração de Carolina Lopes/Agência AL

error: Este conteúdo é protegido. As fontes estão mencionadas no final da matéria.