Diga-me com quem andas – Coluna “Ao meu ver”, por Gian Del Sent

O cuidado em estar bem acompanhado já faz parte da história desde os primórdios da humanidade.
Assim como Eva fez amizade com a serpente e comeu a tal da maçã, influenciou Adão e prejudicou todo o resto da humanidade.
Isso soa tão familiar. Tão perto. Tão próximo. Chego a ficar maravilhado com as minhas próprias metáforas.
Seja na vida pessoal, familiar, social e até mesmo política, o secular ditado “Diga-me com quem andas e te direi quem és”, deveria vir tatuado, para que fosse lembrado diariamente.

Casa do Povo
Recentemente eu tive um entrave com um vereador de Balneário, por esse mesmo motivo.
Acho que nem ele sabe direito até hoje o porque não estiquei a mão para cumprimentá-lo. Me questionou e eu lhe pedi um favor. Não fale comigo.
O porquê? Companhias. Eu não tenho esse costume feio. Quem anda com caco, caco é.

Eleições de Bairro
Eu ia falar sobre o assunto, mas desisti. Até cheguei a juntar um material. Mas achei melhor não.
Além de ser ameaçado de processo, ser chamado de boca alugada por noticiar algo que é de conhecimento público e ainda ter o Visse? intitulado como “blog sem identificação”, preferi não me manifestar sobre o assunto. Sem contar os desaforos que ouvi. Mas a recomendação, título dessa coluna, permanece.

Na Dinamarca
O prefeito de Balneário tem boa vontade, foco nos objetivos, tem ótimos projetos, tem um plano de governo ótimo e nunca neguei que apoio esse projeto.
Mas a escolha de quem, ao menos deveria, ajudar a construir essa história…. Caramba!!! Como está complicado.
O governo Fabrício Oliveira tem passado por inerte e incompetente. Afinal, não interessa quem erra, a culpa é sempre do prefeito.
Em alguns setores, a incompetência se mistura com a arrogância e a prepotência de não assumir erros. Não pedir ajuda. Não pedir orientação. E pior, sequer levar para o conhecimento do prefeito, o que acontece de ruim.

Na Cidade
O alcaide, que define nomes para ajudar ele a cuidar da máquina, acaba criando cobra para morder o próprio calcanhar. Não deveria estar se preocupando, afinal, o título já diz para que serve essas pessoas. São cargos de confiança. Pessoas a qual o prefeito confia determinada função.
Em todos os níveis tem más companhias. Que além de não trabalhar direito, ainda tem a petulância de falar mal do governo.

Turma da Humildade
Estamos em novembro de 2017, as eleições foram em Outubro de 2016, e a Turma da Humildade continua na sua saga de dizer aos quatro ventos que ganharam a eleição.
Desdenhando de pessoas, se achando maiorais, querendo mandar em tudo, em todos e achando que não existe ninguém melhor que eles.
Pena que esquecem de trabalhar. E também sequer sabem que, se eleger é simples, difícil é se reeleger.

Camboriú
Dr Élcio parece estar acordando de um longo período de inércia governamental. Essa semana deu uma porrada na mesa. Baixou salários e demitiu (mais) comissionados.
Ótimo, Doctor Kuhnen. Agora da um jeito na tua secretária de Educação. Ela está tocando o terror, humilhando funcionários, tirando gratificação de função, xingando com palavras de baixo calão e, até mesmo, pedindo título de eleitor para comissionados(Oi???). Ou o senhor é inocente ou conivente. Não ande mal acompanhado.

Casa do Povo 2
Tem gente que anda desacompanhada. Não por precaução para não correr o risco de estar mal acompanhado. Ele é a má companhia. Ninguém quer andar com ele.
Não tem a empatia de ninguém, nem mesmo dos funcionários da casa. Nas sessões, mal interage com os outros. Ninguém da lado para conversa. Está sozinho.
Mas de acordo com suas próprias convicções, o mundo está errado. Ele é que está certo.

 

Bom feriadão a todos. Sim vai ter ponto facultativo em BC.
E ainda não ouvi os servidores reclamarem.

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com