Eleitores de Camboriú poderão cadastrar biometria durante plantão neste sábado

Neste sábado, dia 2, o Cartório Eleitoral de Balneário Camboriú e Camboriú fará plantão para atender os eleitores das duas cidades com o cadastramento eleitoral biométrico. Cerca de 300 pessoas já possuem horário agendado, realizado previamente no site do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (www.tre-sc.jus.br), mas interessados podem comparecer ao local para efetuar o procedimento. O atendimento será das 9 às 15 horas, na Rua 2500, nº 1250, entre a Quarta Avenida e Avenida Marginal Leste, em BC.

O Chefe do Cartório Eleitoral, Leonardo Marcelino de Godoy, comenta que a ação busca ampliar o período para realização da biometria e atender eleitores que não conseguem ir até a Central durante a semana. “O cadastramento biométrico é uma obrigatoriedade e todos precisam fazer. Assim, foram estipuladas essas intensificações para contemplar o público que ainda resta. Mas é necessário reforçar que quanto antes o eleitor fizer a atualização, melhor. A atitude evita filas, esquecimentos e não gera problemas para o munícipe”, pontua. Até o fim de agosto, 14.082 eleitores de Camboriú já haviam feito o cadastramento biométrico. O valor corresponde a 31,8% do total de eleitores da cidade.
Para fazer a biometria, é necessário apresentar documento de identificação com foto e comprovante de residência recente. Se o comprovante for de terceiros, será preciso confirmar o parentesco. É indicado estar também com CPF e o título atual. Homens com 18 anos recém-feitos devem portar a certificação de alistamento militar para emitir o primeiro título. Na Central de atendimento, o procedimento é rápido e gratuito: consiste na atualização dos dados pessoais e eleitorais e no registro da assinatura, foto e impressões digitais de todos os dedos das duas mãos. Em poucos minutos, o título eleitoral já está atualizado.
Quem não realizar a atualização até dezembro terá o título cancelado e não poderá votar nas próximas eleições. Em consequência disso, podem ser bloqueados os direitos de tirar passaporte, fazer matrículas em universidades, tomar posse em cargos públicos, entre outros.
error: Este conteúdo é protegido. As fontes estão mencionadas no final da matéria.