Em tentativa de resgate, explosivos são colocados em presídio. Um foi morto no confronto.

Um grupo tentou invadir na manhã desta segunda-feira (13) a Penitenciária Industrial de Joinville, no Norte catarinense. Um homem foi morto em troca de tiros. Segundo a Polícia Militar, um muro chegou a ser destruído com explosivos. Os suspeitos que participaram da ação criminosa fugiram.

Em nota a Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania (SJC) e o Departamento de Administração Prisional (Deap) confirmaram o caso e a troca de tiros com os vigilantes que estavam nas guaritas, assim como a morte de um dos suspeitos. Ninguém fugiu da penitenciária.



O conflito ocorreu por volta das 5h. A suspeita é que o grupo estava tentando realizar um resgate de presos. A área onde foram deixados os explosivos é onde ficam os detentos de uma organização criminosa.

As informações são da diretoria do presídio e da Polícia Militar, que trabalham no local. O Instituto Geral de Perícias (IGP) e a Delegacia de Homicídios também estão na unidade nesta manhã.

Os suspeitos chegaram por um matagal, entre a penitenciária feminina e a masculina. Segundo a Polícia Militar, na troca de tiros entre os próprios suspeitos um criminoso morreu.

O suspeito foi atingido no matagal e foi encontrado armado. Houve atendimento médico, mas morreu na ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

O Batalhão de Operações Especiais (Bope) foi acionado de Florianópolis. A equipe irá até Joinville para desarmar outros explosivos, que foram deixados do lado de fora da penitenciária.

Os suspeitos chegaram a colocar grampos no trajeto para a penitenciária, para dificultar a chegada de policiais. Até as 7h30, ninguém havia sido preso.

Nota Oficial da Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania às 9h

A Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania (SJC) e o Departamento de Administração Prisional (Deap) informam que na madrugada desta segunda-feira, por volta de 5h, ocorreu uma tentativa de invasão à Penitenciária Industrial de Joinville. Criminosos tentaram danificar a muralha para ter acesso à parte interna da unidade. Houve troca de tiros com os vigilantes que estavam nas guaritas, a Polícia Militar foi acionada e rapidamente prestou o suporte necessário. Um criminoso acabou morrendo na troca de tiros. Existem indícios do uso de explosivos, mas ainda não há confirmação.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: Este conteúdo é protegido. As fontes estão mencionadas no final da matéria.