Empresário foge de assalto atropelando o ladrão dentro de garagem

Assaltantes armados tentaram roubar um empresário que estava em uma BMW na terça-feira (24) em Tubarão, no Sul catarinense, e acabou fugindo ao dar ré dentro da garagem do condomínio. Durante a ação, um dos assaltantes escorregou e foi atingido na manobra realizada pela vítima. Houve tiros contra o carro. Outro veículo, uma caminhonete Hilux, que estava estacionado na frente do prédio, foi levada. Ninguém foi preso.

Conforme relatos das vítimas à Polícia Militar, por volta das 20h30, um empresário estava na BMW e na Hilux estava a ex-mulher, de 38 anos, com a filha. O homem estava entrando no prédio onde mora e a mulher iria deixar a filha na casa do ex-marido.



Na frente do prédio, um Corolla para entre os dois veículos e cinco homens descem. “As vítimas nos relataram que todos os envolvidos estariam armados com arma de fogo, inclusive um deles com uma arma longa”, explicou o tenente Elton Garcia, da PM.

A ex-mulher do empresário disse para os policiais que três homens a abordaram na Hilux e levaram a caminhonete.

Assaltante é atingido por carro dentro de garagem (Foto: PM/Divulgação)

Outros dois homens seguiram o empresário dentro da garagem. Câmeras de segurança mostram a abordagem na entrada do prédio, quando o portão estava abrindo. O empresário entra na garagem, os bandidos o seguem, e depois foge abruptamente de ré. Um dos assaltantes escorrega por conta do piso molhado e é atingido.

Ainda de acordo com a vítima, os suspeitos dispararam contra a BMW em fuga, mas na sequência fugiram com a Hilux e o Corolla. Ninguém ficou ferido. A PM tentou fazer um cerco policial à noite, sem sucesso.

A PM ainda esclarece a não ter esse tipo de atitude em assaltos. “A Polícia Militar acaba orientando as pessoas que eventualmente possam sofrer esse tipo de ação que não tomem atitude dessa maneira. Embora possa parecer uma atitude corajosa, não há nada que possa superar o bem que é a vida da vítima em detrimento a um bem material”, disse o tenente Elton Garcia, da PM.

G1

error: Este conteúdo é protegido. As fontes estão mencionadas no final da matéria.