Esquema de fraudes garantiu CNH a motorista analfabeto

operação deflagrada pela Polícia Civil na última terça-feira contra fraudes na obtenção de carteira de habilitação em Balneário Camboriú, Itapema e Tijucas, além de cidades no Paraná e no Rio Grande do Sul, tem pelo menos 16 motoristas identificados que teriam se beneficiado do esquema. Entre eles, um motorista analfabeto _ que, por lei, não poderia ter acesso à CNH. As carteiras obtidas de maneira irregular serão canceladas.

Segundo a polícia, um grupo criminoso, que envolve integrantes de autoescolas, é suspeito de ter fornecido endereços falsos a alunos do Rio Grande do Sul e do Paraná para obtenção da CNH. As falsificações ocorriam principalmente em contas de telefone.

Entre os presos estão proprietários de duas autoescolas em Itapema e Tijucas. Uma ex-funcionária de autoescola em Balneário Camboriú também foi chamada para depor. O delegado Marcus Vinicius Fraile, da Deic, diz que o objetivo agora é entender por que os alunos eram trazidos de outros estados para fazer a CNH aqui e que tipo de benefício as autoescolas tinham com isso.

É possível que houvesse facilitação no processo. A polícia vai investigar se houve participação de funcionários públicos no esquema.

A Operação é coordenada pela Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Divisão de Crimes Contra o Patrimônio Público da Diretoria Estadual de Investigações Criminais da Deic, e da 29ª Delegacia Regional de Balneário Camboriú. Conta com o apoio das Corregedorias da Policia Civil e DETRAN/SC, Gerência de Habilitação do DETRAN/SC e ainda, das Polícia Civis dos estados do Rio Grande do Sul (por meio das Delegacias  de Uruguaiana e Taquara) Paraná (por meio do COPE – Centro de Operações Policiais Especiais).

 

Info: O Sol Diário

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com