Foco de escorpiões amarelos é incinerado em Camboriú

Uma equipe de servidores da Prefeitura de Camboriú, formada por fiscais da Fundação Camboriuense de Gestão e Desenvolvimento Sustentável (Fucam) e agentes de Vigilância Sanitária e Epidemiológica, incinerou na tarde desta segunda-feira, dia 10, as madeiras da construção abandonada em que foram encontrados escorpiões da espécie Tityus serrulatus na última semana. Ao todo, 21 escorpiões da espécie extremamente venenosa foram retirados do local desde que um morador notificou um agente do Programa de Combate à Dengue, na semana passada.

A queima controlada foi realizada em terreno ao lado do depósito de madeiras, para que os escorpiões não se espalhassem para outras áreas da cidade com o transporte. Maurício Fernandes, diretor de fiscalização da Fucam, explica por que foi realizado o procedimento: “A legislação proíbe a queima em céu aberto. Porém, em situação de emergência sanitária, isso pode ser feito”, esclarece.

A recomendação da Prefeitura é de que os moradores que identificarem o escorpião amarelo não tentem capturá-lo e notifiquem imediatamente a Vigilância Epidemiológica do Município – que dispõe de soro, para o caso de algum morador ser picado, além de estar capacitada para busca ativa do aracnídeo. A Vigilância fará outra vistoria na noite desta segunda-feira, dia 10, na área próxima ao foco de madeiras incinerado, para captura noturna. A primeira busca, bem como capacitação dos agentes para o trabalho, foi realizada na noite da quinta-feira, dia 6.

O contato para notificações pode ser feito pelo número (47) 3365-9412.

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com