Ginásio de Esportes do Conde Vila Verde será reaberto à comunidade no sábado

O Ginásio de Esportes Vereador Luiz Augusto Ribeiro (Guga), no Conde Vila Verde, está pronto para o uso da população, que receberá oficialmente a estrutura revitalizada no sábado, dia 2, com uma festa para as crianças da comunidade – apoiada por entidades e empresas da região, que disponibilizaram cama elástica, recreação e alimentação para o evento. As atividades serão realizadas a partir das 14 horas.

O evento marca a retomada das atividades após a reforma da estrutura do ginásio. A reforma incluiu instalações elétricas e hidráulicas, pintura, novas portas, divisórias, traves e redes. A iluminação pública do entorno também recebeu melhorias. O investimento necessário para a obra foi de cerca de R$ 100 mil em recursos próprios da Prefeitura. “Todas as secretarias auxiliaram e não mediram esforços para ajudar a concluir essa obra, fosse com mão de obra ou com materiais. Servidores do Município realizaram todo o serviço com muita dedicação e, por isso, merecem nosso agradecimento”, destaca o prefeito Elcio Kuhnen. Outras melhorias estão previstas para a área externa e devem ser realizadas até o fim do ano.

A partir da segunda-feira, dia 4, a comunidade já pode procurar a Fundação Municipal de Esportes (FME) para inscrever crianças e adolescentes nas escolinhas de esporte, ou agendar o uso da quadra. As escolinhas disponíveis no momento são de vôlei, handebol, futsal e, em breve, basquetebol. O presidente da FME, Altair Kadiz dos Santos, explica que, apesar de as escolinhas serem consideradas incubadoras para atletas de rendimento, o foco do trabalho que será iniciado no Conde Vila Verde é social.

“Uma criança na rua é uma criança em situação de vulnerabilidade, mas toda criança tem um sonho e através do esporte você pode realizar ou alimentar esse sonho. Vamos trazê-las para o ginásio de esportes no contraturno da escola e oferecer práticas esportivas e lanche. As que demonstrarem interesse e habilidade para modalidades esportivas poderão participar de grupos com foco no rendimento”, explica Kadiz.

“Estamos em contato com empresas da cidade que vão doar a alimentação para essas crianças enquanto a FME, em parceria com a Secretaria de Educação e Associações não governamentais, oferece a prática esportiva e o acolhimento”, esclarece ainda. O modelo de trabalho social paralelo às escolinhas de esporte será implementado, primeiro, no ginásio de esportes do Conde Vila Verde. Mas a ideia, segundo o presidente da FME, é ampliar para outros espaços esportivos da cidade.

O único requisito para participar das escolinhas é que a criança esteja devidamente matriculada na escola e frequentando as aulas. O cronograma das modalidades esportivas e horários disponíveis será definido conforme a demanda. “Vamos receber as inscrições e ver quais são as idades e o número de crianças interessadas para, a partir disso, definir as turmas. A princípio não há limites de vagas e podemos abrir novas ofertas de escolinhas conforme o número de interessados crescer”, explica o gestor esportivo da FME, Renato da Conceição Junior, o Renatinho.

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com