Homem suspeito de matar ex-companheira e ferir criança em Biguaçu é preso

O homem de 39 anos suspeito de matar a ex-companheira e ferir um filho dela de 9 em Biguaçu, na Grande Florianópolis, foi preso na tarde desta terça-feira (25) na cidade, confirmou o delegado responsável pelo caso, Cristiano Sousa. O suspeito permaneceu em silêncio durante o interrogatório.

O crime ocorreu na noite de sexta (21) na casa da mulher. O menino foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). O homem atingiu a vítima, Josiane Sebastiane Batista, com sete facadas.



O delegado afirmou que ouviu testemunhas na tarde de segunda (24) e, em seguida, pediu pela prisão preventiva do suspeito, que foi concedida na tarde desta terça.

Prisão

Desde 13h de segunda, a advogada do homem entrou em contato com o delegado para negociar que ele se entregasse. Com o mandado em mãos, a Polícia Civil foi até o esconderijo do homem, sob orientação da advogada, e fez a prisão.

“Informalmente, no caminho de lá [esconderijo] até a delegacia, ele [suspeito] disse que foi no calor da emoção, que não acredita que fez isso, que foi tudo muito rápido, que foi movido por excesso de álcool”, disse o delegado.

“Ele disse que sentiu ciúme e teve um ataque de raiva, que cegou, ele ficou completamente cego, ele disse. Quando viu, já tinha feito o que fez. Ele nem acredita que fez”, completou o delegado.

Vítimas

A mulher morreu no local. O pai da vítima, Jorge Luiz Batista, disse à NSC TV que o menino foi levado ao Hospital Infantil Joana de Gusmão, em Florianópolis, mas que já estava em casa no sábado (22).

A vítima morava com a mãe dela e os três filhos, de 4 anos, 5 anos e 9 anos. Segundo o pai da mulher, o homicídio ocorreu na frente das crianças e o menino mais velho foi atingido após tentar defender a mãe. O tendão de um dos dedos da mão dele foi cortado. O enterro da mulher ocorreu na tarde de sábado (22).

error: Este conteúdo é protegido. As fontes estão mencionadas no final da matéria.