Incêndio destrói lanchas em estaleiro no Bonfim, em Salvador

Ao menos 30 embarcações, entre lanchas de pequeno a grande porte, além de jet skis, que estavam em um estaleiro no bairro do Bonfim, em Salvador, foram destruídas por um incêndio de grandes proporções, na tarde desta quinta-feira (22). Não houve feridos.

O Estaleiro Marina Bonfim fica na Rua Artur Matos e foi atingido pelo fogo por volta das 12h. Equipes do Corpo de Bombeiros Militar fizeram o controle das chamas.



Lanchas que estavam no local foram atingidas pelo incêndio (Foto: Tiago Brito/ TV Bahia) Lanchas que estavam no local foram atingidas pelo incêndio (Foto: Tiago Brito/ TV Bahia)

Populares tentaram ajudar a controlar o fogo e pegaram água do mar, com baldes, para jogar no local atingido pelas chamas. Com orientação dos bombeiros, a população também encheu baldes de areia para ajudar no controle do fogo.

Por volta das 17h30, as chamas estavam controladas, mas ainda havia muita fumaça no local e equipes dos Bombeiros permaneciam em trabalho de rescaldo da área. Moradores de imóveis vizinhos foram orientados a deixar as residências por conta da quantidade de fumaça.

Conforme o Corpo de Bombeiros, sete viaturas e 36 agentes atuaram no local. Equipes do Exército também foram acionadas para judar no combate ao fogo.

Parte do teto do galpão desabou após incêndio  (Foto: Alan Alves/ G1) Parte do teto do galpão desabou após incêndio (Foto: Alan Alves/ G1)

Moradores da região relataram ao G1 que ouviram pequenas explosões quando o incêndio começou. Por conta do risco de outras explosões, a área do incêndio foi isolada. Por volta das 16h50, o teto do galpão desabou, mas a área já estava interditada e ninguém foi atingido.

Segundo os bombeiros, outras embarcações que estavam no local foram parcialmente destruídas e algumas foram retiradas do galpão, sem perdas, antes do fogo se alastrar.

Conforme o Presidente da Associação Flotilha de Lanchas da Bahia, Darlan Ribeiro, 35 associados da entidade mantinham lanchas no Estaleiro Marina Bonfim. Segundo ele, no local havia lanchas de até R$ 1 milhão. Algumas embarcações tinham seguro, outras não, afirmou Darlan.

“Só vamos ver o prejuízo real quando os bombeiros terminarem o trabalho. Tem lanchas de R$ 800 mil, R$ 1 milhão, R$ 400 mil. [As destruídas] foram lanchas maiores. É muito lamentável”, disse.

O dono de três lanchas que estavam no local, e preferiu não se identificar, disse ao G1 que duas embarcações dele foram atingidas pelo fogo. Ele estima um prejuízo de R$ 800 mil.

Casal Maria da Glória e José Carlos tinham uma lancha de R$ 90 mil no local (Foto: Alan Alves/ G1) Casal Maria da Glória e José Carlos tinham uma lancha de R$ 90 mil no local (Foto: Alan Alves/ G1)
O casal Maria da Glória e José Carlos tinha uma lancha no local avaliada em R$ 90 mil. A embarcação estava sem seguro, que venceu em janeiro. Ele disseram que pagavam R$ 930 por mês para manter a lancha no estaleiro.

“As minhas lágrimas chegaram a cair nos olhos quando vi minha lancha pegando fogo. Uma tristeza. Era lancha de passeio da nossa família, que a gente mantinha aqui desde setembro de 2017”, disse Maria.

“Antes a gente deixava ela na Marina da Penha, mas trouxemos pra cá porque era um lugar melhor. Agora vamos esperar saber da Marina como vai ficar nosso prejuízo. Foi uma fatalidade”, disse José.

Um funcionário da Marina, que não quis se identificar, disse que saiu pra almoçar e quando voltou já encontrou as embarcações pegando fogo.

“Aconteceu tudo perto de meio-dia. Quando eu voltei já vi duas lanchas pegando fogo. Começou nas lanchas do fundo do galpão e depois foi se alastrado para as que já estavam a frente. Ninguém sabe o que foi que houve”, relatou.

Representante da Marina Bonfim, Flora Franco informou que o estabelecimento tem seguro e que os prejuízos serão ressarcidos. Ela disse que vai registrar o caso na 3ª delegacia (Bonfim). O Departamento de Polícia Técnica (DPT) deve ser acionado pela polícia para fazer perícia no local e apontar as causas do incêndio.

Uma grande nuvem de fumaça preta tomou o local do incêndio. Duas pessoas que moram perto do local do fogo se sentiram mal e foram socorridas pelos bombeiros para um hpsital da região.

A nuvem de fumaça que tomou a região pode ser vista de vários pontos da Cidade Baixa e de outros locais da capital, como a Avenida Contorno.

Fonte: G1 Bahia

error: Este conteúdo é protegido. As fontes estão mencionadas no final da matéria.