Jovem acusado de assassinar adolescente de 15 anos é condenado a mais de 20 anos de prisão

Leonardo Matheus Rocha, 23 anos, foi condenado a 20 anos e 8 meses de prisão por matar Mariana Matei, de 15 anos, inicialmente em regime fechado, por homicídio triplamente qualificado.

A sentença foi proferida na quinta-feira (26) no Fórum de Tubarão, no Sul catarinense. Ele está preso desde em 2015, ano que ocorreu o assassinato.



O corpo da adolescente foi encontrado em um matagal no bairro Congonhas. Mariana teve traumatismo craniano. Leonardo foi preso cinco dias após o crime, em um hotel em Lages, na Serra. Quando confessou o crime, o acusado disse que Mariana o pressionou para que deixasse a namorada pra ficar com ela.

Sete pessoas integraram o júri popular. Entre as testemunhas do julgamento, que prestaram esclarecimentos ao longo do dia, estava o delegado Rubem Teston, que coordenou as investigações e presidiu o inquérito.

Crime

O crime ocorreu no dia 30 de janeiro de 2015. O rapaz confessou o crime no dia 6 de fevereiro. Ele disse que teria se “exaltado” durante uma discussão calorosa entre os dois na madrugada do dia do crime.

Ainda conforme Leonardo, Mariana teria ameaçado o rapaz com uma pedra. Leonardo teria usado a mesma pedra para agredir a garota.

Ao ser preso, em 5 de fevereiro, Leonardo foi levado até o local onde o corpo foi encontrado. Ali, disse aos investigadores que se lembra de ter estado lá, mas que recorda apenas de fragmentos daquela noite. Ele ainda afirmou que acordou na madrugada do crime em casa, com manchas de sangue no corpo e na roupa.

A polícia acredita que a garota foi agredida e arrastada ainda com vida para o local onde foi morta.

error: Este conteúdo é protegido. As fontes estão mencionadas no final da matéria.