MPSC denuncia um vereador e quatro ex-vereadores por improbidade administrativa em Camboriú.

O Ministério Público de Santa Catarina, denunciou nesta sexta-feira dia 07, um vereador e quatro ex-vereadores de Camboriú por improbidade administrativa.
A denuncia se refere a um curso de capacitação de vereadores que os denunciados fizeram em novembro de 2016, feito pelos ex-vereadores Alexsander Alves Ribeiro (Canídia), Eliomar G. Pereira (Má da Madereira), Josenildo Rosa (Guigo) e  Jackson Genésio Rosa (Jakinho).

No documento, o MP alega que o curso foi desnecessário, visto que não havia tempo hábil para a aplicação dos conhecimentos, tendo em vista que apenas Piteco teria sido eleito vereador no pleito de 2016.

O curso de capacitação realizado de 23 a 27 de novembro de 2016, aconteceu na cidade de Salvador/BA e onerou a Câmara de Vereadores em mais de 19 mil reais.

Quanto ao atual vereador Antônio Paulo da Silva Neto (Piteco) , o MP alega que Piteco “compactuou” com o acontecido, pois na época exercia a função de Presidente na Câmara de Vereadores de Camboriú, e autorizou os vereadores a participar do curso.

Entre os gastos, estão passagens aéreas, inscrição e diárias no valor de R$2.397,01 cada parlamentar.

A denúncia é assinada pela Promotora de Justiça Substituta da 2ª Promotoria de Justiça da Comarca de Camboriú,  Isabela Ramos Philipi.

Confira a denúncia na íntegra. >>>Ação Improbidade Vereadores Camboriú

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com