Município de Itajaí garante 18 milhões de reais para saneamento básico

O Município de Itajaí angariou em Brasília mais verbas para investimento em infraestrutura. Nesta semana, a Caixa Econômica Federal homologou a liberação de mais de 18 milhões de reais do Orçamento Geral da União do Governo Federal para o saneamento básico do Cidade Nova. Os recursos foram liberados pela Secretaria de Saneamento Básico do Ministério das Cidades considerados como fundo perdido, um repasse sem ônus para o município.

As obras de esgotamento são parte do Projeto Parque Linear Cidade Nova iniciadas com a ampliação da rede de macrodrenagem na Avenida Ministro Luiz Galotti e Rua João Lamim, iniciadas em novembro de 2013 e concluídas em junho do ano passado. Além dessas obras subterrâneas, o projeto prevê obras de pavimentação e iluminação pública, recuperação ambiental e reassentamento de famílias que ocupam as encostas do Rio Itajaí-Mirim.

O prefeito Volnei Morastoni comemorou o resultado e avaliou a importância das obras na região. “O Parque Linear no Cidade Nova representa a preocupação deste governo em promover um desenvolvimento integral. Um desenvolvimento que passa pelas obras de drenagem e saneamento básico, iluminação pública, pavimentação e asfalto, reurbanização da área e recuperação do meio ambiente, além de garantir moradia digna para população. Ou seja, promover a dignidade humana em todas as suas áreas.”

O diretor-geral do Semasa, Marcelo Sodré, ressalta a importância do investimento. “A obra terá impacto direto na qualidade de vida da população e no cuidado com o meio ambiente. Mas temos que lembrar os cálculos da Organização Mundial da Saúde (OMS) segundo a qual para cada real investido em saneamento, são economizados R$ 4,3 reais em custos com tratamento de doenças. Então também estamos falando em um investimento indireto de R$ 77 milhões na saúde da população”, explica Sodré.

Os recursos foram liberados após readequação de valor requerida pelo Município de Itajaí para R$18.395.590,33. “Os valores do projeto original estavam defasados, por isso fomos até o ministério para garantir mais recursos. É uma grande conquista”, avalia o coordenador do Planejamento Estratégico (PEMI) e responsável pela captação de recursos, Alcides Volpato. A obra é de responsabilidade do Serviço Municipal de Água, Saneamento Básico e Infraestrutura (Semasa) e com a garantia da verba, o processo licitatório para contratação da empresa será lançado nos próximos dias.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com