Ô Tristeza – Ao meu ver – Por Gian Del Sent

Na reta final para o registro das candidaturas, a coisa começa a ficar mais engraçada e ao mesmo tempo utópica nas eleições gerais de 2018.

Além de candidaturas utópicas, ideias utópicas e candidatos sem noção, ainda tem os oportunistas que batem no peito em prol de bandeiras que é somente uma mascara que esconde reais interesses políticos.



Tigrão
Antes de mais nada, quero fazer um agradecimento especial ao grande Luiz Carlos Tigrão. Na última sexta-feira, durante o seu programa na Rádio Menina, Tigrão deu suas declarações sobre o Portal Visse? e sobre meu trabalho. Agradeço de coração esse reconhecimento e saiba que, vindo de ti, é uma honra.

Elias
Por falar em comunicadores, Elias Silveira, pré-candidato a deputado federal pela REDE, deu uma ideia que, embora seja boa, é utópica nos cenários atuais. Na era da “farinha pouca, meu pirão primeiro, Elias propôs uma conversa entre os candidatos da região para que um nome seja representante da AMFRI na disputa levando em consideração, principalmente, a capacidade política e financeira para disputar o pleito. Inocência, nobre Elias. Ta todo mundo interessado em garantir o seu. Nenhum pensa na coletividade. Na declaração, Elias cogitou inclusive a possibilidade de declinar a candidatura.

Merísio
E o povo do Merísio continua dizendo que é mentira a reportagem do Visse que denunciou a bagunça e favorecimento de empresas ligadas a um dos seus assessores com verba publicitária.
Querem mais provas? Ta tudo na reportagem.

Prisco “Merisio” Paraíso
O comentarista e blogueiro político, tem motivos para querer tão bem o candidato ao governo do estado, Gelson Merísio. Afinal, a cada 5 palavras que Prisco fala, 6 são “Merísio”. O motivo de tanta alegria deve estar diretamente ligada as “gordas” verbas para campanhas institucionais que sua empresa tem recebido da ALESC. O estranho é que o site dele, bem conhecido, não tem nenhum tipo de anúncio ou propaganda de nada. Já na TV, quem “vende” é o SBT que já recebe seus “pilas” da ALESC. Mas isso vou detalhar em uma outra matéria.

Nosense
O prêmio “nosense” do pleito vai para o pré candidato e atual vereador, suplente de Omar Tomalih, professor Walter Baldi. O vereador do PTB que ficou como suplente na eleição de 2016 com 847 votos, quer sair disputar uma cadeira na fortunada ALESC. Tirando o pessoal da Univali (ou que passou por ela), principal reduto do vereador, poucos sabem quem é ele. Embora ele more em Balneário desde 89, a participação dele na política municipal foi muito pouca. Vereador de primeira viagem querendo sentar na primeira classe. Ta com a autoestima alta.

Nosense 2
O irmão do vereador suplente de Camboriú , Josué Pereira, se lançou como pré-candidato ao governo da Santa e Bela pelo Patriotas. Jessé declarou em uma entrevista que é o Davi no meio de um monte de Golias. De fato, tem razão. Mas a prepotência em se lançar candidato ao governo sem nunca ter disputado uma eleição para associação de bairro, garante mais um prêmio “nosense” desta coluna. O irmão dele ficou como suplente pelo MDB com 705 votos, 2.13% dos votos válidos.

Nosense 3
Mais um prêmio “nosense” vai para uma “pesquisa” que andam rolando pelos grupos de Whatsapp. Aos desavisados quero lembrar que, divulgar pesquisa falsa, é crime ta bom? A pesquisa traz uns números muito fora da realidade. Acredito na seriedade do Jr. Pavan, acredito que o nome do pai pesa bastante, mas uma perspectiva de quase 70mil votos é demais né? A popularidade de Edson Renato é forte, mas 30mil votos, não né. Mais “nosense” ainda, são as pessoas que saem compartilhando sem nem mesmo ir saber mais sobre a empresa que divulgou a tal.

Isso non ecziste
Já diria o Padre Quevedo, essa pesquisa “non ecziste”. Primeiro porque ela sequer está registrada no TSE. Segundo que a empresa que assina a pesquisa é a “Grupo Empresarial FHB”, que está com seu CNPJ baixado faz mais de 10 anos. Essa mesma empresa foi responsável por divulgar pesquisas falsas em 2016 e denunciado pelo Pagina 3 Aqui. Teve nego que respondeu ação no TRE por isso. Calma ai galera.

Non Ecziste, mesmo.
Outra coisa que me deixa “perprécto” em ver, é que ainda tem gente que defende a emancipação do Distrito do Monte Alegre. Em uma discussão em um grupo do Whastaapp, questionei aos representantes do movimento sobre a participação do distrito na arrecadação de Camboriú. Não souberam me informar. Mas foram rápidos em dizer que com repasses do governo feredal, a arrecadação total ficaria em torno de 130 milhões. Uma cidade que pensa em nascer já contando com verba do governo federal, não deveria nem nascer.

O Distrito
Com aproximadamente 35 mil habitantes, falavam em 40 em 2013, o distrito conta hoje com 4 vereadores, um suplente e um prefeito. Sim, o Elcio é do Tabuleiro. Já elegeram outros vereadores e já tiveram vice prefeito no Bairro. E não fizeram nada. Será que seria diferente tornando-se município? Não seria melhor que cobrassem mais dos que hoje estão la? Inclusive lembro que a vereadora Jane (na época PSDB) apoiava essa iniciativa. Não sei dizer se hoje ela mantém a opinião.

Com a imprensa
Na última sexta-feira o pré-candidato a deputado estadual, e vice prefeito licenciado, Carlos Humberto, realizou um almoço com a imprensa para falar sobre sua candidatura e ideias caso se eleja para a ALESC. O evento contou com diversos jornalistas, colunistas, blogueiros e comunicadores. O curioso é a seletividade dos convites. Além de mim, conheço mais uma penca que nem sabiam da tal reunião. De acordo com pessoas próximas ao candidato, quem fez a listinha de “convidados” foi o Pepa e, pela foto, deu pra ver que só os chegados estavam por lá.

Estranho
Além do vacilo grande por parte da assessoria do candidato, que eu já teci comentários na última coluna, outra coisa que me deixou intrigado foi a presença de um jornalista da prefeitura. O mocinho não faz parte de nenhum veículo de comunicação e, alem de ser convidado, estava em uma sexta-feira, no horário de trabalho, assistindo o vice-patrão, digo, candidato, explanar suas ideias.

Uni o que?
Na noite desta segunda-feira teve a posse da nova diretoria da UNIBAC. A entidade é tipo a Associação das Associações. A real função? Ninguém sabe de verdade. Mas uma coisa é fato: Maioria quer uma cadeira e poder de voto em alguns conselhos da cidade. Diz que o “Rabbit Couple” largou o osso e saiu de vez. E nessa nova diretoria não tem cargo comissionado. Veremos.

Rabbits
Teve até discurso na entrega da posse. O Rabbit Boy fez um discurso emocionante que comoveu profundamente os que estavam presente. Um dos que acompanharam a cerimônia disse que correu meia lágrima no olho direito. Rabbit Girl disse até que o melhor prefeito para as associações de bairro foi o Alemão Spernau. Diz que o Piriquito quando soube, chorou litros. Ingrata.
O Rabbit Couple, em meio ao discurso inflamado e emocionante, mandou o recado para o prefeito.  Estão a disposição dele para o que precisasse. Ai Jesus, que medo.

 

 

error: Este conteúdo é protegido. As fontes estão mencionadas no final da matéria.