“Operação Integração” do GAECO e PM, apreende 80kg de explosivos em Camboriú

O grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) botou nas ruas, ontem pela manhã, uma operação para prender a quadrilha de caixeiros responsável por ataques às agências bancárias de Santa Catarina e do Paraná. Uma pessoa foi presa em flagrante com 80 quilos de explosivos.
No total, foram cumpridos 33 mandados de busca e apreensão em Camboriú, Balneário Camboriú, Itapema, Navegantes, Brusque, Rio Negrinho, Água Doce e Calmon. Mais seis endereços do Paraná foram alvo de buscas.

Cinco pessoas foram presas, quatro em flagrante e uma através do cumprimento do mandado de prisão. A polícia Militar de Santa Catarina e do Paraná participaram da operação.
O coordenador geral do Gaeco, promotor Alexandre Graziotin, informa que as investigações começaram em fevereiro, após um ataque de caixeiros em Irineópolis, no planalto norte de Santa Catarina.

Segundo o promotor, dos 18 ataques a bancos registrados no planalto norte e em cidades do Paraná, próximas à divisa dos dois estados, nos últimos quatro meses, pelo menos 12 foram comandados pela quadrilha.
“Eles usavam armamento pesado, como fuzis e explosivos, tinham funções bem definidas, eram muito experientes e agiam de forma profissional”, explica o promotor. Durante as investigações, a polícia conseguiu prender alguns suspeitos. Desde maio foram presas 11 pessoas.
Segundo Alexandre, mesmo atuando no planalto, alguns integrantes da quadrilha e fornecedores moravam no litoral, por isso foram realizadas buscas por aqui. Em Camboriú, uma pessoa foi presa em flagrante com os explosivos. O Gaeco vai apurar se o homem faz parte da quadrilha ou apenas fornecia ou guardava o material.

A operação foi batizada de Integração porque a investigação foi realizada em conjunto com as forças de segurança de Santa Catarina e do Paraná.

 

Fonte: Diarinho

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com