Paquistanesa é presa por forjar casamento para regularizar situação de estrangeira

Uma paquistanesa foi presa – em flagrante – pela Polícia Federal (PF) na segunda-feira (22), em Curitiba. De acordo com a PF, ela tentou simular uma união estável para regularizar a situação de estrangeiro ilegal no país.

A prisão foi efetuada na tarde de segunda-feira, quando a despachante paquistanesa se apresentou no setor de imigração da PF.



Ela levou documentos para regularizar a permanência de um imigrante ilegal, que também é paquistanês e mora na capital paranaense, conforme a PF.

Entre os documentos, segundo a PF, havia uma declaração de residência e uma declaração de união estável. Contudo, na verificação da documentação, os policiais federais constataram a falsidade da união estável.

Se o documento de união estável fosse verdadeiro, o imigrante poderia obter o registro de permanência no país por reunião familiar com companheira brasileira.

A PF instaurou um inquérito para apurar o caso.

error: Este conteúdo é protegido. As fontes estão mencionadas no final da matéria.