Parte urbanística do Parque Linear está adiantada

Iniciou, na última semana, o plantio da grama no Parque Linear de Camboriú. A equipe também trabalha na construção da calçada e o muro de contenção na beira do lago está em fase final.

De acordo com o diretor administrativo da Secretaria de Saneamento Básico, Alexandre de Souza Metsger, as obras estão em ritmo acelerado. “Os meses de setembro e outubro foram meses difíceis e as obras tiveram o ritmo diminuído, agora estamos retomando com força total”, comenta.
Um lago artificial foi construído no local e as escavações continuam para uni-lo ao Rio Camboriú. Ele será um reservatório de água bruta para ajudar no abastecimento da cidade. Além desse benefício, o local será uma opção de lazer para a comunidade. A primeira parte do projeto é a construção urbanística do parque e a segunda inclui a colocação e construção de equipamentos de lazer. “O projeto contempla construção de quadra de vôlei, campo de futebol, parque infantil, equipamentos de academia ao ar livre, pedalinho e entre outras opções que estão sendo estudadas”, explica Alexandre.
Logo começam a ser executadas as obras de paisagismo, como plantio de flores e arborização, e colocação de iluminação pública. A finalização da obra está prevista para o final de fevereiro de 2019.
Nomeação
O Parque Linear levará o nome do pastor Cesino Bernardes, ex-presidente do Gideões Missionários, falecido em 2016. A lei nº 3.086/2018, aprovada pela Câmara de Vereadores em outubro, o denomina como Parque Ecológico Cesino Bernardino.
error: Este conteúdo é protegido. As fontes estão mencionadas no final da matéria.