Pela primeira vez, ETE da Emasa tem Licença Ambiental de Operação

O Instituto de Meio Ambiente (IMA), antiga FATMA, entregou nesta quinta-feira (11) ao Município a Licença Ambiental de Operação que regulariza a operação do sistema da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), do Bairro Nova Esperança. É a primeira vez, desde a sua construção, que a ETE tem essa licença.

“É uma grande conquista para Balneário Camboriú. A Empresa Municipal de Água e Saneamento (EMASA) nunca teve essa licença, cumprimos todas as condicionantes para consegui-lá e vamos mantê-la. Irá beneficiar principalmente as futuras construções que virão a se instalar na cidade. Quero agradecer a equipe da EMASA e da Secretaria do Meio Ambiente, em parceria com IMA, por conseguirem essa licença”, comentou o prefeito.



A licença é renovavel a cada quatro anos. “É um compromisso técnico nosso, e estamos tornamos o IMA um órgão muito ágil. Inclusive a assinatura dessa licença foi feita digitalmente e está disponível no site do Instituto”, explicou o presidente do IMA, André Adriano Dick.

Antes da licença ambiental, os empreendimentos na cidade precisavam construir uma estação de tratamento de esgoto própria. “Esse trabalho foi feito com muito esforço pela equipe técnica e servidores efetivos da EMASA. Antes um prédio, por exemplo, tinha que ter a sua própria estação de tratamento de esgoto e o que era tratado ia para a ETE do Nova Esperança. Com essa licença, as construções podem fazer a ligação direta para a ETE. Isso facilitará ainda mais o empreendedorismo na cidade”, explicou o diretor-geral da EMASA, Douglas Costa Beber.

Para conseguir a licença, a EMASA cumpriu diversas condicionantes que respeitam a legislação, como por exemplo, a instalação de um novo decantador, ampliando a capacidade de tratamento, um sistema de tratamento preliminar para efluente de caminhões hidrovácuo, controles ambientais e programas ambientais. A licença vale também para todas as elevatórias espalhadas por vários pontos da cidade.

error: Este conteúdo é protegido. As fontes estão mencionadas no final da matéria.