Polícia cumpre ação de reintegração de posse em comunidades de Navegantes

Cerca de 200 policiais militares e bombeiros cumprem nesta quinta-feira (23) uma decisão da Justiça Federal de reintegração de posse das áreas das comunidades Nova Canaã e Monte Sião, em Navegantes, no Litoral Norte catarinense. A Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária) quer a retirada dos ocupantes para ampliação do aeroporto da cidade.

Uma decisão da Justiça Federal determinou a saída das famílias até o dia 23 de agosto. O recurso da defesa das famílias, que pedia a permanência até o final de 2018, pelo ano letivo, foi negado pela relatora do caso no Tribunal Regional da 4ª região (TRF-4). Nas comunidades moravam cerca de 1,2 mil crianças.



Às 19h de quarta-feira (22), o juiz federal Carlos Martins reafirmou que a reintegração posse deveria ser cumprida, entendendo que tudo que foi solicitado para a prefeitura de Navegantes para atender às famílias havia sido feito.

As famílias que aceitaram sair da região receberam apoio para mudança, segundo a prefeitura. Foram concedidos 230 caminhões para transporte dos bens e, para aqueles que não eram originalmente da cidade, 30 passagens de voltarem para o estado de origem.

Oficiais de Justiça estiveram no local na quarta, e cerca de 90% da área está desocupada. Nos últimos dias, as pessoas desmontaram as casas que tinham, algumas foram demolidas e outras abandonadas.

Ainda na quarta, no entanto, um carro de som passava no bairro estimulando as pessoas permanecerem apesar da decisão judicial, conforme os oficiais de Justiça.

Até as 8h, não havia informações sobre confrontos na reintegração de posse. A reportagem procurou o advogado de defesa das famílias para informações sobre a situação delas nesta quinta, sem resposta até a publicação desta notícia.

A Infraero não informou se há data para início dos trabalhos de ampliação do aeroporto.

G1

error: Este conteúdo é protegido. As fontes estão mencionadas no final da matéria.