Posto de gasolina é fechado e três pessoas são presas por suspeita de adulteração nas bombas em Itapema

Um posto de combustíveis foi interditado na tarde de quinta-feira, na marginal da BR-101, em Itapema. A suspeita é de que o estabelecimento adulteraria as bombas de abastecimento.

Uma operação foi feita pela Polícia Civil, em parceria com a Agência Nacional do Petróleo (ANP) e com o Inmetro. Das sete bombas do posto, cinco estariam adulteradas. Segundo o delegado, essas bombas abasteciam aproximadamente 15% a menos do que marcavam no visor da bomba.



Três pessoas foram presas: o gerente e dois funcionários que, segundo a polícia, participariam do esquema. Eles vão responder por estelionato e associação criminosa. O posto permanece fechado, sem previsão para reabrir.

Segundo a Polícia Civil, técnicos do Inmetro e do Instituto Geral de Perícias (IGP) atestaram que o estabelecimento contava com sofisticado sistema que permitia o acionamento do dispositivo para a fraude do interior do escritório. Em momentos de fiscalização, o sistema podia ser desativado da mesma forma.

Alguns funcionários do estabelecimento comercial também aderiram à conduta criminosa e alertavam outros funcionários, que inclusive circulariam sem uniforme para não chamar a atenção, para a ativação do sistema.

Segundo o delegado Osnei Valdir de Oliveira, que comandou a operação, clientes que foram lesados devem procurar o Procon.

(Com informações de Patrícia Silveira, da NSC TV).

error: Este conteúdo é protegido. As fontes estão mencionadas no final da matéria.