Preços dos alimentos apresentam variação superior a 70% em Itajaí

As compras de supermercado podem variar até 72,07% neste mês de maio. É o que aponta a pesquisa realizada pela Procuradoria de Defesa do Consumidor de Itajaí (Procon) realizada nos dias 7 e 8. Foram consultados oito supermercados da cidade.

Os fiscais analisaram 22 produtos da cesta básica e 32 das grandes marcas. A soma dos produtos de menor valor da cesta básica ficou em R$ 69,45, enquanto os de maior valor totalizaram R$ 119,50. Os três produtos com maior variação de preço são: papel higiênico com diferença de 451,80% (R$ 1,39 a R$ 7,67) e margarina com variação de 303,03% (R$ 0,99 a R$ 3,99). O valor do pão francês teve a menor variação de preço (20,03%), podendo ser encontrado de R$ 7,99 a R$ 9,59 o quilo.

Em relação à pesquisa de preço das grandes marcas, a maior variação foi constatada no preço do detergente Limpol (283,85%), seguido do molho de tomate Pomarola (170,83%) e do desinfetante Pinho Sol (138,41%). Os produtos que tiveram a menor variação do preço foram o cereal matinal de milho Sucrillhos (14,14%), o refrigerante Coca-Cola (21,86%) e o amido de milho Maisena (26,74%).

O Procon ressalta a importância da pesquisa de preço para o orçamento doméstico. O consumidor precisa ficar atento à data de validade dos produtos, principalmente daqueles oferecidos com preços promocionais, para não correr o risco de comprar alimentos em grande quantidade e não conseguir consumi-los dentro do prazo.

Segundo a Lei Estadual nº 13.098/04, os estabelecimentos que vendem gêneros alimentícios estão obrigados a divulgar a data do vencimento dos produtos incluídos em promoções. O Código de Defesa do Consumidor também determina expressamente no art. 31 que a oferta e a apresentação de produtos devem assegurar informações claras e ostensivas sobre as características, preços e prazos de validades, dentre outras informações.

Confira abaixo a pesquisa completa do Procon de Itajaí.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com