Prefeitura X Marinha. Embargada obra de cerca no campo de futebol no Campeche

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano (SMDU) e o Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis (Ipuf) embargaram, na tarde desta terça-feira (07), a construção de uma cerca no campo de futebol localizado às margens da Avenida Pequeno Príncipe, no Campeche.

De acordo com o Ipuf, a Aeronáutica, que estava realizando a obra, só poderia construir algo no terreno com a autorização do Serviço do Patrimônio Histórico (Sephan), já que se trata de um local tombado.



O Município, por meio da Fundação do Meio Ambiente (Floram), também já havia emitido auto de infração em relação à escavação no terreno. Paralelo à exigência de licença para continuar a obra, a prefeitura informou que tenta intermediar uma conversa entre Comando da Aeronáutica e comunidade do Campeche para tentar chegar a um entendimento satisfatório para ambas as partes.

A Base Aérea de Florianópolis não se manifestou sobre a decisão. Na segunda-feira, a Aeronáutica iniciou o cercamento da área verde, onde estão um campo de futebol e um campo de rúgbi utilizados pela comunidade há décadas. O local é alvo de uma disputa judicial entre o município, a Secretaria do Patrimônio da União e a Força Aérea Brasileira (FAB).

No final de julho, desembargadores do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, em Porto Alegre, derrubaram a liminar que impedia qualquer intervenção no espaço e deram ganho de causa à Aeronáutica. Assim, a instituição se apressou em cercar a área que vai do campo de futebol até os fundos de uma escola, incluindo o campo de rúgbi e um imenso pasto.

error: Este conteúdo é protegido. As fontes estão mencionadas no final da matéria.