Procon realiza fiscalização em todos os postos de combustíveis de Itajaí

A Procuradoria de Defesa do Consumidor (Procon) realizou nesta quinta-feira (24) uma fiscalização em todos os postos de combustíveis da cidade. O objetivo era verificar práticas abusivas em virtude da greve dos caminhoneiros em todo o país. Dois estabelecimentos foram notificados para prestar esclarecimentos sobre o aumento no preço da gasolina.

Durante a fiscalização, o órgão solicitou que dois estabelecimentos apresentem notas fiscais que justifiquem a venda de combustível nos valores de R$ 4,69 e R$ 4,79 – preços superiores aos registrados na pesquisa de preço realizada pelo Procon. Caso seja confirmado o abuso, os postos receberão um auto de infração.



Embora o Procon não possa estabelecer o teto máximo para venda do combustível, a média nacional serve como parâmetro para fiscalização de abusos. No Brasil, o preço médio da gasolina é de R$ 4,20.

“Passamos em todos os postos e fizemos a fiscalização. Verificamos que a maioria era falsa. Nós encontramos dois postos com valor acima da média e notificamos. O trabalho de fiscalização continua mediante denúncias pelo número 151”, destaca o diretor do Procon, Rafael Rosengarten.

A orientação do órgão de proteção é que os consumidores denunciem práticas abusivas pelo número 151.

error: Este conteúdo é protegido. As fontes estão mencionadas no final da matéria.