Produtos fitoterápicos podem ser retirados no Parque Raimundo Gonçalez Malta

Pomadas, tinturas e sabonetes feitos com plantas medicinais no Laboratório de Fitoterapia Edgar Eipper podem ser retirados pela população desde esta quarta-feira (03). O laboratório, que fica Parque Natural Municipal Raimundo Gonçalez Malta, foi inaugurado em dezembro, quando começou a produção de fitoterápicos.

A distribuição dos produtos é gratuita. Para retirá-los, o interessado deve se cadastrar no Departamento de Fitoterapia da Secretaria do Meio Ambiente (SEMAM), que também está localizado no Parque. O cadastramento e a retirada são feitos nas segundas, quartas e sextas-feiras, das 13h30 às 18h. É preciso apresentar o CPF. Todos os produtos disponíveis à população têm código de barra, o que facilita o controle da SEMAM sobre os fitoterápicos entregues (confira abaixo quais pomadas, sabonetes e tinturas são elaborados).

Conforme a farmacêutica do laboratório, Elaine Nunes Correia, cada pessoa poderá retirar, a cada visita, um produto manipulado (tintura, pomada ou sabonete) e dois chás (que já eram produzidos no Parque antes da inauguração do laboratório).

“Achei muito importante Balneário Camboriú ter um laboratório como este, porque a gente tem que usar produtos naturais. Eu costumo me tratar com ervas”, disse o comerciante João Luiz dos Santos, que esteve no laboratório e levou para casa tintura de alcachofra e chás.

A professora Jucélia Barcelos Martins também aproveitou a ida ao Parque para retirar fitoterápicos. “Fiquei sabendo que ia começar a distribuição em janeiro e vim pegar. Gosto desses produtos por serem mais naturais”, comentou a professora, que retirou chás e pomada de arnica.

O laboratório, a farmácia fitoterápica e o horto de plantas medicinais do Parque fazem parte do Projeto Plantas que Curam. Toda a matéria-prima usada na elaboração dos fitoterápicos é cultivada no Parque. “Com o laboratório, Balneário Camboriú se firma como referência em fitoterapia em Santa Catarina”, ressalta o secretário do Meio Ambiente, Ike Gevaerd.

Como retirar:

O interessado deve se cadastrar no Departamento de Fitoterapia da Secretaria do Meio Ambiente (SEMAM).

O cadastramento e a retirada dos produtos são feitos nas segundas, quartas e sextas-feiras, das 13h30 às 18h. É preciso apresentar o CPF.

Produtos elaborados no Laboratório de Fitoterapia Edgar Eipper:

Tinturas:
– Alcachofra (colesterol alto, protetor hepático)
– Carqueja (digestivo, dissolvente de cálculos renais)
-Erva-baleeira (reumatismo, dores na coluna e articulações, analgésico, anti-inflamatório)
– Guaçatonga (herpes, aftas e feridas em geral)
– Hortelã (analgésico, cólicas uterinas, digestivos e gases)
– Manjerona (insônia, cólicas, dor de cabeça e antisséptico bucal)
– Mil-em-rama (dor de cabeça, digestivo e calmante)

Pomadas:
– Arnica (contusões, dores musculares e hematomas)
– Erva-baleeira (reumatismo, dores na coluna e articulações, analgésicos, anti-inflamatório)
– Guaçatonga (herpes, aftas e feridas em geral)

Sabonetes:
– Alecrim (antisséptico, feridas na pele, alergia e cicatrizante)

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com