Professora de Camboriú lança livro sobre a história da Festa do Divino na cidade

O livro “Camboriú, cidade do Espírito Santo: a revitalização de sua Festa do Divino”, escrito pela professora Tereza Santos da Silva após 10 anos de pesquisa, foi lançado no último domingo durante a Festa de Cristo Rei e já está disponível para a população. A obra pode ser conferida nas bibliotecas das escolas municipais e também na Biblioteca Pública de Camboriú. Quem quiser adquirir uma cópia, encontra à venda na livraria Divino Oleiro – aos fundos da Igreja Matriz do Divino Espírito Santo, na Rua Lauro Muller – por R$ 20 a cópia.

“Esse valor é simbólico, para custear os gastos que a Comunidade Divino Oleiro teve para levar o livro ao prelo. Toda a impressão foi feita pela Fundação Cultural de Camboriú”, explica a autora. A obra conta com 388 páginas de textos, fotos e ilustrações em que Tereza trata da fé e da tradição das Festas do Divino ao mesmo tempo em que resgata a história do município.

Segundo o prefeito Elcio Kuhnen, investir na publicação de autores camboriuenses é uma maneira de fortalecer a cultura local. “É um registro importante que teremos nas nossas escolas para garantir o acesso dos estudantes a esse capítulo fundamental da tradição do município”, comenta Elcio.

Tradição e religiosidade

A escritora Tereza Santos da Silva explica que a tradicional Festa do Divino em Camboriú surgiu em 1861, ainda na paróquia Nossa Senhora do Bom Sucesso – onde hoje é o bairro da Barra, em Balneário Camboriú. Ao todo, são mais de 150 anos de realização das Festas do Divino na cidade, que só foi interrompido durante os períodos de guerra.

Ela relata, ainda, que a ideia de escrever surgiu como um incentivo do padre Alcides Albony do Amaral, que pedia fotografias antigas à comunidade durante as missas que celebrou enquanto pároco na cidade, de maneira a recuperar registros da memória do festejo. “O resgate é importante porque a igreja católica tem uma influência muito grande na região. Com a vinda dos açorianos, nossa maior herança foi a religiosidade”, completa Tereza.

A Biblioteca Pública de Camboriú fica anexa à Fundação Cultural, nos fundos do Ginásio de Esportes Irineu Bornhausen, na Rua Hercílio Zuchi, centro da cidade. O atendimento ao público é das 12 às 18 horas.

 

Crédito da foto: Victor Souza

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com