Projetos e organizações de Camboriú são certificadas com Selo Social

O Instituto Abaçaí irá certificar, com o Selo Social 2017, organizações e projetos de Camboriú e Balneário Camboriú no dia 27 de fevereiro. A cerimônia irá reconhecer 8 organizações dos três setores da comunidade – Poder Público, empresas e sociedade civil organizada – e 27 projetos executados no município, além de atestar 62 ações de positivo impacto social registradas a partir das iniciativas. A solenidade será no Maria’s Camboriú, às 19h30min.

A Fundação do Meio Ambiente (Fucam) e a Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social irão receber a certificação. Já nos setores de empresa e sociedade civil organizada, serão reconhecidas com o Selo Social 2017 a Associação Camboriuense de Judô (Acaj), Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), Associação Kadiz Esporte & Lazer, Grupo da Melhor Idade Raio de Sol, Grupo Escoteiro Terra do Vale e Viação Praiana Ltda.
A diretora do Instituto Abaçaí, Carina Giunco, comenta que o Selo Social busca mobilizar representantes dos três setores para que sejam desenvolvidos projetos com o máximo de impacto para a comunidade. “Todas as organizações inscritas passaram por processos e critérios de avaliação, coordenados por um conselho especial, durante o último ano. Os projetos que serão certificados demonstraram reflexos positivos na sociedade, apresentaram regularidade fiscal e se adequaram ao tema do ano, que buscava impulsionar parcerias. A certificação é um reconhecimento dessas organizações”, explica.
Dentre os projetos realizados em Camboriú que serão certificados, está o Programa Tatu de Educação Socioambiental, da Fucam, que estimula alunos de escolas municipais a desenvolverem ações positivas para o meio ambiente; o Sustentabilidade na Escola: uma realidade atual e solidária, da Assistência Social, voltado para reciclagem e doação de roupas, materiais de higiene e outros insumos para entidades que necessitam; entre outros.
“Os impactos mais visíveis são na área da Educação. Indicamos sempre que as organizações trabalhem com crianças. Essas ações propiciam mudanças a longo prazo. Nós fazemos agora e isso reflete lá na frente”, aponta Carina. “Saúde, Inclusão Social e Cultura vêm logo em seguida. Ao meu ver, o maior ganho do Selo Social no último ano foi unir projetos. As parcerias viabilizaram o desenvolvimento de atividades para a comunidade, o que muitas organizações, sozinhas, não conseguiriam fazer”, completa a diretora.
De Balneário Camboriú, 14 organizações serão certificadas. Além disso, 129 projetos e 194 impactos registrados irão receber o Selo Social 2017. Com a cerimônia de certificação, o Instituto Abaçaí abrirá as inscrições do programa para este ano. Interessados podem se inscrever gratuitamente na página do Selo Social (www.selosocial.com/camboriu).
error: Este conteúdo é protegido. As fontes estão mencionadas no final da matéria.