Secretaria de Agricultura mantém berçário de vegetais para o projeto Temperar

Mudas de alface, pepino, rúcula, rabanete, beterraba, feijão, cebolinha e salsa – além de algumas amostras de plantas medicinais – estão sendo cultivadas na Secretaria de Agricultura de Camboriú para, em breve, serem transferidas para escolas municipais. A ação faz parte do projeto Temperar, que apoia a criação de hortas em duas unidades de ensino da cidade. Outras devem ser integradas ao programa neste ano.

O secretário de Agricultura, Eduardo Melo Rebello, explica que os trabalhos junto aos estudantes iniciam em março, porém, o berçário de plantinhas já está cheio desde o início do ano.



“Também estamos em contato com o Complexo Fitoterápico de Balneário Camboriú para uma parceria neste ano. Nosso objetivo é que nos auxiliem com as mudas de plantas medicinais, assim podemos apoiar os estudantes no conhecimento sobre o seu uso e plantio, incentivando o consumo de fitoterápicos”, explica Eduardo Melo Rebello, o Dado.

O secretário esclarece, ainda, que o projeto Temperar busca capacitar as crianças e adolescentes para tomada de decisões saudáveis, estimulando o contato com a terra e a produção de hortaliças para alimentação. “Os estudantes participam da construção da horta e do cultivo. Além disso, todos os alimentos cultivados são integrados à merenda escolar”, completa Dado.

As primeiras hortas foram criadas em outubro do ano passado nas duas unidades de ensino que serviram como piloto para a iniciativa. A horta da escola Marlene Pereira Zuchi já está abastecida com plantação de milho, aipim, cebolinha, banana e mudas frutíferas. Na Lucinira Melo Rebelo, também milho, aipim, banana e frutíferas.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: Este conteúdo é protegido. As fontes estão mencionadas no final da matéria.