Seis pessoas morrem em rodovias federais de SC durante o domingo

O final de semana foi violento nas estradas de SC. Além da morte de um casal na BR-470 em Gaspar, mais quatro pessoas morreram em acidentes nas rodovias federais durante o domingo. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o primeiro foi registrado logo na primeira hora de ontem, no Oeste, ainda de madrugada. Já o último aconteceu em Biguaçu, na Região da Grande Florianópolis, à noite. No total, duas pessoas morreram atropeladas, três em colisões frontais e uma em acidente envolvendo um ônibus de viagem.

Em Vargem Bonita, no Oeste, o condutor de um Corsa, um jovem de 19 anos morreu após uma colisão frontal. Outras duas pessoas que se envolveram no acidente – um homem que estava no carro com a vítima e o motorista do outro carro, tiveram ferimentos e foram encaminhados ao hospital próximo. O acidente foi registrado às 00h30min.
Em Gaspar, o acidente aconteceu na altura do Km 45 da BR-470, na madrugada deste domingo. Por volta das 5h20min um automóvel Fiesta com placas de Turvo colidiu com um Palio, de Blumenau. O motorista do Fiesta, Nilson Francisco Kreusch, 63 anos, e a passageira, Bernardete da Silva Rocha Kreusch, 58, morreram na hora. Os corpos de ambos ficaram presos às ferragens e foram retirados pelos bombeiros .



Em Correia Pinto, na Serra de SC, um homem de 52 anos morreu em outra colisão frontal na BR-116, por volta das 19h45min. Uma criança que estava no carro com a vítima sofreu lesões graves e foi levada ao hospital. No outro veículo, um ônibus de viagem, os 12 passageiros e um motorista não se feriram.
As outras duas mortes foram registradas em atropelamentos. Na BR-282, às 20h10min, um homem de 63 anos foi atropelado por um carro e morreu na hora. Mais tarde, às 21h, na BR-101 em Biguaçu, outro homem não identificado também foi atingido por um veículo e não resistiu aos ferimentos. Ainda não há informações sobre as causas dos dois acidentes.

Por O Sol Diário

Comente Abaixo
error: Este conteúdo é protegido. As fontes estão mencionadas no final da matéria.