Sino apreendido pela PM é devolvido à igreja

Oito badaladas. Foi assim que ontem, às oito horas da manhã, a igreja de São Cristóvão avisou à comunidade que o sino estava de volta à paróquia do bairro Cordeiros, após quase um ano da apreensão polêmica feita pela polícia Militar.

Os fiéis que participaram da missa da Família, no sábado à noite, já sabiam da novidade. O padre Hélio, no final da celebração, comemorou o retorno de um dos símbolos mais tradicionais da comunidade.



Ontem, a paróquia de São Cristóvão confirmou que o sino foi devolvido após determinação judicial. Ele passou por alguns ajustes e ontem voltou a tocar de hora em hora, das 7h às 18h.
A Mitra Arquidiocesana de Florianópolis não quis dar detalhes da devolução do sino. A Mitra limitou-se a informar que o processo ainda está correndo na justiça e, por enquanto, não irá se manifestar sobre o caso.

Confusão
O sino foi apreendido no dia 16 de setembro de 2017, quando um coronel do corpo de Bombeiros, que morava pertinho da paróquia, reclamou que o sino estava causando perturbação do sossego. Uma viatura da polícia Militar foi encarregada de apreender o sino.

Na época, os fiéis relataram que já fazia alguns meses que a paróquia estava enfrentando a ira do coronel dos Bombeiros.
Após a apreensão, a comunidade católica do bairro Cordeiros iniciou uma manifestação nas redes sociais contra a retirada do sino, porém, só agora, a justiça liberou o sino pra voltar a badalar.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: Este conteúdo é protegido. As fontes estão mencionadas no final da matéria.