Tempestade derruba palco de festival e causa uma morte no Rio Grande do Sul

DJ Kaleb Freitas sofreu traumatismo craniano após acidente no Atmosphere Festival. Outras três pessoas tiveram ferimentos leves com a queda da estrutura.

temporal que atingiu a Região Metropolitana de Porto Alegre na tarde deste domingo (17) provocou o desabamento de um dos palcos do Atmosphere Festival, festa rave realizada neste fim de semana no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio – RS. A queda da estrutura de metal ocorreu em torno das 15h e causou a morte do DJ Kaleb de Freitas.



Uma outra participante, namorada de um dos promotores do evento, identificada como Ana Claudia Aroldi, também teria se ferido com gravidade e morrido no hospital. Portanto a informação ainda não foi confirmada.

Coordenador da Defesa Civil de Esteio, Alexandre Camboa informou que o hospital prestou atendimento a sete pessoas que estavam no evento — além do DJ, outros três frequentadores sofreram ferimentos leves com a queda da estrutura. Os demais dizem respeito a duas pessoas que apresentavam sintomas de desorientação e um homem que chegou morto pela manhã — as causas do óbito ainda não foram confirmadas.

Segundo o comandante do Corpo de Bombeiros de Esteio, sargento Luciano Machado Morais, a organização da festa tinha Plano de Prevenção e Proteção Contra Incêndio (PPCI), alvará e laudo estrutural. O Instituto Geral de Perícias (IGP) foi acionado para apurar as circunstâncias.

— O que houve é que como é uma área aberta onde foi montada a festa, a precipitação de vento superou a capacidade da estrutura, por isso desabou — afirmou o comandante.

O palco estava montado em um área descampada ao fundo do terreno do Parque de Exposições Assis Brasil, próximo da BR-448. O vento soprava da região da rodovia em direção à festa. Vídeos feitos por frequentadores do evento indicam que pode ter ocorrido um rompimento na parte superior direita do arco metálico que formava a estrutura.

Uma representante da empresa Impacto Vento Norte — responsável pela instalação da estrutura de palcos, telões e equipamentos de som — foi levada pela Brigada Militar até a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) de Canoas, onde seria registrado um boletim de ocorrência.

Havia de quatro a cinco mil pessoas no lugar durante o vendaval. No pico da festa, que começou às 14h de sábado, o público somou cerca de 10 mil pessoas, informou a organização. No momento do acidente, houve correria.

— Foi uma loucura. Foi sorte não ter ocorrido algo ainda pior. Muitas placas voaram, houve uma situação de pânico — relata o subsecretário do Parque de Exposições Assis Brasil, Sérgio Bandoca, que estava nas imediações do local da queda para acompanhar outros eventos que estavam acontecendo simultaneamente.

Bandoca disse que a administração do parque não tem responsabilidade pela organização da rave.

— Nós só fazemos o contrato de locação — explicou.

ASSISTA OS VÍDEOS DO MOMENTO DA QUEDA DO PALCO

Fonte: Zero Hora

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com