Todo mundo Perde – “Ao Meu Ver” por Gian Del Sent

Longe de vestir as “sandálias da humildade” e precisando vestir o “casaquinho da paciência”, autoridades, políticos e cidadãos da nossa região tem tomado atitudes que, no intuito de tentar representar o mini, acabam afetando e fazendo perder o macro. É uma situação que envolve ego, orgulho, rancor e, principalmente, falta de conhecimento.

Camboriú



Assunto dos últimos dias em Camboriú e motivo de desabafo da vereadora Inalda na tribuna (veja aqui), foi a doação que a prefeitura pretendia fazer para a construção da sede da ACIBALC em Camboriú. Um dito “jornalista” criou toda uma polêmica expondo o fato totalmente distorcido e incompleto, induzindo a população ao erro e criando uma polêmica sobre o assunto. Resumindo, ACIBALC pediu para retirar o projeto. Pensei que o tal “jornalista” não sabia escrever, mas vejo que ele não sabe ler também.

Camboriú II

Perde Camboriú, com uma extensão de quase 215km2 e um potencial enorme para novos investimentos, novas empresas, geração de emprego, renda e arrecadação. Ações que a ACIBALC poderia intermediar. Perde Camboriú pelo simples fato da galera do “quanto pior melhor”, ir contra todo e qualquer projeto. Até mesmo aos que beneficiam a cidade.

Câmara

Na última quarta-feira pela manhã, aconteceu um café com a imprensa na Câmara de Vereadores de Balneário Camboriú para a apresentação das inovações tecnológicas. Legal, mas faltou o feeling de se atentar a agenda da região. Afinal aconteceu, no mesmo horário, a chegada do primeiro cruzeiro da temporada 2019. Sem contar que o convite foi feito por atacado, em um grupo de 255 jornalistas da região, onde rolar centenas de mensagens todos os dias. Em resumo, adesão mínima e reunião vazia.

Câmara II

Apesar das “inovações” fazerem parte de somente UMA ação, que é o novo sistema do legislativo, e essa iniciativa ter partido do departamento de TI da casa, os membros do departamento sequer foram chamados para participar. Bem, nem mesmo a comunicação da casa foi chamada pelo organizador do café. O release da reunião, que visivelmente não foi escrito pelos profissionais da comunicação, falou muito e não disse nada. Mas se encarregou de lamber o Bob Júnior. O art.37 da CF passou longe. Perde a população. Perde a Câmara e perde Bob Júnior.

Segurança

Um novo capítulo da segurança voltou a ferver na última semana. Novamente a GM saiu da sua área de jurisdição durante uma perseguição. Até ai tudo bem. O problema é que mesmo após a PM assumir a ocorrência em Camboriú, ela se manteve por lá e aglomerou um punhado de viaturas no local. A atitude do Capitão, de fato, não foi das mais amistosas, mas a reação do comandante da guarda, fora da sua área de atuação, também deixou muito a desejar. Em resumo, bandidos fugiram. Perde a população. Perde a GM. Perde a PM.

Milheiros

Outro assunto que ferveu na última semana foi o projeto do vereador David La Barrica que autoriza restaurantes a comercializarem petiscos na praia. O projeto, rigoroso e bem específico, gerou reclamação da galera que vende uma espiga de milho a 7 reais, tem 3 ou 4 pontos e anda de Captiva. Mas são autointitulados pessoas humildes que ganham o pão através dos quiosques. Tem quem viva humildemente da atividade? Tem, mas são poucos.

Milheiros II

O projeto foi aprovado no aperto e gerou várias críticas de oportunistas, desinformados e muvuqueiros de plantão. Não é a primeira vez. Recentemente, a reclamação dos milheiros fez ser suspenso um edital que facilitaria a vida da prefeitura no que diz respeito a eventos, réveillon, decoração de páscoa e afins. As cotas de publicidade em locais públicos geraria uma economia tremenda aos cofres do município e atrairia grandes empresas para “patrocinar o verão”. Imagine um “Verão Coca-Cola Balneário Camboriú”. Imaginou? Então esquece, pois os milheiros foram contra. Perde a cidade. Perde o turismo. Perde a população.

error: Este conteúdo é protegido. As fontes estão mencionadas no final da matéria.