Três anos após incêndio, alunos ainda aguardam reforma em salas de aula

Há três anos, os alunos de Escola de Educação Básica Bela Vista de São José, na Grande Florianópolis, esperam por uma reforma para recuperar três salas de aula que foram destruídas por um incêndio. A unidade atende mais de 200 estudantes do Ensino Médio.

O local está repleto de mato, entulho e o telhado de algumas salas já não existe mais. No incêndio, em 2015, foram destruídos ainda um laboratório de Química e uma biblioteca.



A direção da escola diz que ainda não foi oficialmente informada sobre o futuro da unidade. Já a Secretaria estadual de Educação disse que deve reformar o espaço, mas será construído um almoxarifado no local, já que não haveria demanda suficiente de alunos para recuperar as salas de aula.

“Poderíamos, se tivéssemos mais salas de aula, aumentar o número de turmas principalmente no período matutino, que é onde temos uma procura bastante grande e não temos hoje um laboratório, uma biblioteca. O laboratório era totalmente equipado”, afirmou a diretora Rute Helena Ferreira.

As atividades antes realizadas na biblioteca agora são feitas no pátio. “Poderia ter mais livros pra gente estudar, porque aqui tem pouquíssimos livros”, disse a estudante Barbara Lima de Oliveira.

O laboratório nem de longe lembra o que tinha antes do incêndio. “Em Química, a gente só tem aula teórica, então eu acho que seria bem importante a aula prática pra que a gente conseguisse ter um melhor entendimento do conteúdo”, falou o estudante Flávio Faria.

Depois do incêndio, foi cogitado o fechamento da escola, mas a comunidade se manifestou e conseguiu reverter a situação.

“Faz falta e a gente fica até um pouco triste por passar tanto tempo e esse problema não ser resolvido”, disse o estudante Leonardo Goes.

“Eu cheguei na escola em 2016, existia e existe ainda a esperança dessa reforma, das salas voltarem a ser salas de aula, de termos uma biblioteca decente, um laboratório decente, temos essa esperança”, reforçou a diretora.

G1

error: Este conteúdo é protegido. As fontes estão mencionadas no final da matéria.