12 BPM deve receber helicóptero próprio até final do ano

Até o final do ano, a Polícia Militar de Balneário Camboriú deve receber um helicóptero próprio. Atualmente, a equipe usa uma aeronave emprestada de outras cidades. O dinheiro vem de um acordo sobre uma dívida municipal que foi questionado pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC).

Na região que recebe mais de 1 milhão de turistas na temporada de verão só não fica na fila quem viaja pelo alto, o que inclui os serviços de segurança pública. “É uma grande capacidade de fiscalização e prevenção e amplia a capacidade operacional da Polícia Militar local”, afirmou o comandante-geral da corporação, coronel Araújo Gomes.

Até 28 de dezembro, a PM de Balneário Camboriú deve receber o próprio helicóptero. Isso será possível porque prefeitura, empresários e Ministério Público se entenderam numa questão antiga. Nesta quinta-feira (13), ocorreu a assinatura de um dos maiores acordos ambientais de Santa Catarina: R$ 14 milhões.

Nos últimos anos, a administração municipal editou duas leis que permitiram que as empresas construíssem além do Plano Diretor da cidade. Em troca, as construtoras pagaram uma antiga dívida do município. O Ministério Público questionou o acordo. Agora, o valor será investido na segurança pública.

“Na visão do Ministério Público, havia necessidade de uma série de estudos prévios, audiências públicas para que a lei fosse submetida à apreciação da Câmara de Vereadores”, afirmou o promotor de Justiça, Isaac Sabbá Guimarães.

O acordo também prevê a reforma e ampliação de duas delegacias de Balneário Camboriú. Uma delas é a Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (DPCami).

Além disso, a sede da Polícia Ambiental vai passar de Tijucas, na Grande Florianópolis, para um novo prédio em Balneário Camboriú. E eles devem receber uma embarcação para ajudar nas fiscalizações.