Artistas que só ficaram famosos por causa de uma música e nunca mais vimos

Algumas músicas se tornam inesquecíveis. O tempo passa e elas seguem tocando em festas familiares, da firma ou formaturas. Mas isso não significa que a banda tenha se tornado uma grande referência ou siga fazendo sucesso. Muitas vezes o grupo só conseguiu entrar nas paradas de sucesso com uma única música e nunca mais emplacou nada.

Eles são chamados de “one-hit wonders”, expressão em inglês que define aqueles cantores ou bandas que não conseguem emplacar outros sucessos na carreira. São os artistas de uma música só! E temos vários exemplos aqui no Brasil.

Confira os artistas que alcançaram grande sucesso com uma canção e depois caíram no esquecimento. Eles provam que não é nada fácil manter a fama.

Braga Boys

No verão de 2001, uma música tomou conta do carnaval. A banda Braga Boys alcançou o topo das paradas com o hit “Bomba”. Naquele ano, a música foi a mais tocada do país e chegou fazer sucesso até em Portugal. O grupo de axé era formado pelo cantor Mano Moreno e pelos dançarinos Glauber Rizzo e Paulo Roberto Costa.

Foto: Reprodução/CD
Hoje nenhum deles faz mais parte da banda. O ex-vocalista, Mano Moreno, abandonou o “movimento bem sensual” e criou uma empresa de decoração de interiores junto com a esposa. Ele chegou a ficar por três anos no Terra Samba, mas hoje está afastado dos projetos musicais.

Luka

Outra artista que estourou com uma música e depois desapareceu. A cantora Luka fez sucesso em 2003, aos 24 anos, quando lançou o hit “Tô Nem Aí”. A canção entrou para as mais tocadas do Brasil e chegou a ficar em primeiro lugar da parada dance na Alemanha. Mas não passou disso…

Foto: Divulgação
Em 2016, já sem o cabelo ruivo, a artista fez um desabafo nas redes sociais: “Cansei de viver num país que não tem memória, que não valoriza seus próprios artistas. Cansei de provar meu talento e não ser ouvida. Estou de saco cheio. Eu tenho uma história musical de 20 anos, estourei mundialmente, estudei música desde a minha infância, fiz mais de trinta shows entre Europa, Japão, África e EUA, tenho quatro discos lançados e sou vista ainda como “aquela menina que cantava Tô nem aí”.

Perlla

A cantora foi uma espécie de Anitta no começo dos anos 2000, quando fez grande sucesso com “Tremendo Vacilão”. A canção chegou a ser trilha sonora da novela “Cobras & Lagartos”, da Rede Globo.

Foto: Divulgação

Depois disso, sem conseguir o mesmo resultado do primeiro álbum, a então Rainha do Funk Melody partiu para a carreira gospel e caiu no esquecimento do grande público. Porém, recentemente ela resolveu deixar o mundo evangélico para trás e voltar a investir no funk.

As Meninas

A música “Xibom Bombom” estourou em todo o Brasil em 1999. A coreografia também fez grande sucesso. Quem lembra? O álbum chegou a vender em torno de 400 mil cópias na época.

Foto: Divulgação
Porém, o grupo baiano formado somente por mulheres não sobreviveu a saída da vocalista Carla Cristina, que hoje investe na carreira de apresentadora. Em 2009, depois de algumas trocas de integrantes e sem novas canções, o grupo se desfez definitivamente.

Herva Doce

Criada por Renato Ladeira e Marcelo Sussekind, a banda de hard rock brasileira lançou o primeiro álbum em 1982, com o hit “Erva Venenosa”, versão de “Poison Ivy”, sucesso do The Coasters. Mais tarde, em 1985, o grupo chegou ao seu auge com “Amante Profissional”, do disco de mesmo nome. Mas parou por aí! Nunca mais eles conseguiram emplacar um hit.

Foto: Divulgação

Vanessa Rangel

Em 1997, Vanessa Rangel viu sua música “Palpite” virar uma das mais tocadas no Brasil. Isso aconteceu depois que a canção foi escolhida como trilha sonora do casal Nando (Eduardo Moscovis) e Milena (Carolina Ferraz) na famosa novela “Por Amor”, da Rede Globo.

Foto: Reprodução/CD
Depois do grande sucesso, ela abandonou a carreira de cantora e agora só trabalha como advogada, no Rio de Janeiro. “E aí, será que você volta?”.

Rosana

Rosana será sempre lembrada pelo refrão “Como uma deusa você me mantém”. A música “O Amor e o Poder”, lançada em 1987, fez parte da trilha sonora da novela “Mandala”, da TV Globo, e logo se tornou uma das mais tocadas em todas as rádios do Brasil. Mas, assim como outros artistas, a cantora não conseguiu manter o sucesso depois de lançar um hit.

Foto: Reprodução

Kaoma

Kaoma foi um grupo musical brasileiro criado em 1989 e responsável pelo hit “Chorando se Foi”. O grupo ficou semanas nas paradas musicais e também fez sucesso fora do país com o estilo lambada. Ao todo, o Kaoma vendeu mais de 25 milhões de discos em todo o mundo e ganhou mais de 80 discos de ouro e platina. A banda, porém, esteve envolvida em uma polêmica de plágio. A acusação foi feita pelo grupo boliviano Los Kjarkas, que teria composto a canção em 1981. Após anos de disputas com os produtores da famosa versão, a Justiça reconheceu os direitos do Los Kjarkas.

Foto: Reprodução

Los Del Rio

Los del Río é um grupo musical criado em Sevilha, na Espanha, e liderado até hoje por Antonio Romero Monge e Rafael Ruíz Perdigones. O grupo alcançou grande sucesso, no ano de 1996, com o inesquecível hit “Macarena”.

Foto: Divulgação
A canção chiclete com direito a passinhos coreografados é até hoje tocada em festas de família e formaturas. Mas alguém conhece outro sucesso desta banda? É bem provável que não…

Vinny

Impossível não lembrar de Vinny. Ele ficou conhecido a partir de 1997 graças ao hit “Heloísa, Mexe a Cadeira”. O sucesso foi tão grande que a música virou até trilha de comercial. Mas a vida como cantor e compositor ficou para trás. Hoje com 51 anos, ele está afastado dos palcos. O agora ex-cantor é formado em Filosofia e atualmente estuda Psicologia. Mas apesar de não tocar, Vinny fala muito de música em seu programa na TV Music Box Brazil. No “Estúdio Cabeça”, ele convida músicos e artistas para tratar de assuntos complexos.

Foto: Divulgação

Twister

Os meninos da banda Twister viraram sensação entre os jovens após o lançamento da música “40 Graus”. A canção alcançou o primeiro lugar das paradas no início dos anos 2000. Na época, o disco que levava o mesmo nome do single e vendeu 250 mil cópias.

Foto: Divulgação

Porém, o ano de 2002 foi marcado por imprevistos na carreira do grupo. Um deles foi o fechamento oficial da gravadora Abril Music. O outro foi a prisão do líder e vocalista, Sander Mecca, por posse de drogas. Desde então, eles não conseguiram reerguer a banda.

Os Virgulóides

Os Virgulóides ganharam fama por conta de suas letras bem humoradas e repletas de sarcasmo, e pela mistura de ritmos distintos, como o rock e o samba. Mas só conseguiram emplacar um grande hit: “Bagulho no Bumba”.

Foto: Divulgação
A música ficou na posição 33 das 100 músicas mais tocadas de 1997 no Brasil. A última apresentação do grupo foi na edição carioca do Rock in Rio em 2001. Depois de um período sem contratos e sem novos sucessos, os integrantes encerraram as atividades e seguiram a vida.

PO Box

Foi no verão de 2000 que a banda PO Box ficou nacionalmente conhecida ao cantar: “Vou te bater uma real/ Vou dizer que sou o tal/ Bater um papo no café/ É papo de jacaré/ Mas vê se fala por favor/ A minha língua/ Que já tem até uma íngua/ Por causa do seu inglês”.

Foto: Divulgação
A música “Papo de Jacaré” se espalhou pelas rádios e conseguiu se tornar um sucesso até no Japão. No entanto, nenhuma outra música ficou conhecida e o grupo acabou perdendo a fama rapidamente.

Só no Sapatinho

O grupo de pagode liderado pelo filho do ex-jogador Zico, Bruno Coimbra, ganhou os holofotes ao lançar o hit “Só no Sapatinho”. A canção ficou ainda mais conhecida depois de entrar na trilha sonora da novela global “Torre de Babel”, em 1998, como música-tema da personagem Sandrinha (Adriana Esteves).

Recentemente, Bruno anunciou o retorno do grupo: “A nossa história ficou mal resolvida. Na época a gente tinha contrato com gravadora que cuidava de tudo. Foi mal administrado e a gente perdeu o encanto. Foi tudo rápido, cantávamos na noite e depois estávamos na novela. Não conseguimos acompanhar”.

Felipe Dylon

Felipe Dylon tinha 15 anos quando conquistou o Brasil com sua música “Musa do Verão”. As fãs se apaixonaram por seus olhos verdes e sotaque carioca. Com o mesmo álbum, conseguiu um certo sucesso com a canção “Deixa Disso”. Mas parou por aí…

Foto: Divulgação
Com o passar dos anos, o cantor se arriscou em sonoridades diferentes, misturando o pop com o reggae. Porém, nunca mais conseguiu emplacar um hit. Em 2006, Felipe deu um tempo de sua carreira como cantor para se dedicar a trabalhos como apresentador e ator.

Dallas Country

É provável que você ainda saiba cantar trechos da música “Clima de Rodeio”, mais conhecida pelo refrão “Galera de caubói”. Isso porque a canção do grupo Dallas Country fez um enorme sucesso em 2002, chegando a receber prêmios de melhor música do ano. Na época, a faixa foi trilha de Rodrigo “Caubói”, vencedor da segunda edição do “Big Brother Brasil”.

dallas
Divulgação
Mas esse foi o primeiro e único hit da banda. No auge do sucesso, o grupo brigou com empresários e nunca recuperou a fama.

Banda Cine

Difícil dizer o que fez mais sucesso, o hit“Garota Radical”ou as calças coloridas usadas pelos integrantes da banda Cine. O certo é que o grupo ganhou popularidade em 2009, época em que as “bandas coloridas” como Cine e Restart faziam sucesso entre os mais jovens no Brasil. Porém, não levou muito tempo para que eles caíssem no esquecimento e o movimento happy rock perdesse completamente a força no país.

Banda_Cine_
Wikimedia Commons

Parangolé

Na voz de Léo Santana, a música “Rebolation” se tornou o hino do carnaval de 2010. Ultrapassando as fronteiras baianas, a música caiu no gosto do público e passou a tocar em rádios de todo o Brasil de forma massiva. Mas, em poucos meses, a música deixou de estar entre as mais tocadas.

Media Briefing CONMEBOL Copa America Brazil 2019
Miguel Schincariol/Getty Images
Embora o Parangolé esteja na ativa desde 1998 e seja uma das principais atrações do carnaval de Salvador, “Rebolation” foi e ainda é o maior sucesso da história do grupo. Foi com ela que o Parangolé enfim deixou de ser uma banda somente da Bahia e passou a ser um sucesso nacional. No entanto, eles ainda não conseguiram lançar nenhuma outra música que fizesse tanto sucesso desde então.

Psy

É bem provável que você já tenha dançado a coreografia deste hit em alguma festa de formatura ou casamento. O sul-coreano Psy ficou mundialmente famoso ao lançar a música “Gangnam Style”, que já atingiu bilhões de visualizações no YouTube. Aliás, o grande sucesso de Psy continua sendo um dos vídeos mais populares do mundo até hoje.

Y100's Jingle Ball 2012 - SHOW
Michael Kovac/Getty Images for Jingle Ball 2012
No Brasil, o sucesso de PSY foi tão grande que ele chegou a cantar no trio elétrico de Claudia Leitte em Salvador, no carnaval de 2013. Mas por onde anda o artista? Após “Gangnam Style”, Psy lançou mais dois sucessos: “Gentleman”, em 2013, e “Hangover”, com o rapper Snoop Dogg. em 2014. No entanto, nenhuma das canções teve a mesma repercussão que “Gangnam Style”.

 


Via Desafio Mundial

Publicidade