A política é uma “Fábrica de Hipócritas” – Coluna Ácido Úrico

Parafraseando a postagem do ministro da educação, é “imprecionante” como a política, na esfera que for, produz todos os tipos de seres humanos. E o melhor, revela a pior parte das pessoas. Mesmo estando no meio há algum tempo, a cada pleito, continuo me impressionando com a fábrica de malucos, demagogos e hipócritas, que é uma disputa eleitoral.

Com o advento das redes sociais, isso se tornou mais evidente ainda. Fico boquiaberto com a capacidade que os políticos tem que mudar de máscaras, assim como se troca de cueca. De qualquer partido, desejando qualquer cadeira, eles estão lá para mostrar que a “farinha pouca, meu pirão primeiro”, será o lema de toda e qualquer eleição.
“O poder acima de tudo, a hipocrisia acima de todos”

Radares

Quem vociferou críticas a atual administração de BC, foi o Comandante da Polícia Rodoviária Estadual, Evaldo Hoffmann. Embora ele diga que suas palavras são como cidadão, Evaldo tem se manifestado politicamente em todo lugar que passa. Quem dera todo cidadão tivesse a oportunidade de dar entrevista toda semana em vários lugares hein? Embora Balneário Camboriú não tenha nenhuma rodovia estadual em seu território, Evaldo tem dado entrevista como “Coronel Comandante da PMRv”, para falar de assuntos relativos a política cidade.

Como disse o Dr. David Queiroz, deve estar tudo lindo e 100% nas rodovias estaduais para o comandante estar com tempo de, frequentemente, postar em suas redes sociais dando pitaco em Balneário né?

O motivo da revolta em uma das postagens de Evaldo, foi os radares ainda não terem prazo para começar a funcionar. Ele teceu críticas a atual adm, alegando que a prefeitura tem pago o “contrato milionário” sem os radares estarem funcionando. Bem, imagino que o calouro a candidato a prefeito já está deixando claro ser a favor dos radares funcionarem em BC, mas acredito que ele se equivocou ao passar as informações. Quem sabe até por desconhecer como funciona a coisa pública, processo licitatório, AF, TR, e por ai vai. Mesmo porque comandando um batalhão, ele não lidava com isso, chegava tudo pronto do estado.

Primeiro que a homologação da licitação dos radares foi em agosto de 2019. De lá para cá, a prefeitura pagou apenas 64 mil reais, em dezembro de 2019, relativo aos radares já instalados, funcionando e devidamente sinalizados. Isso consta no edital, o pagamento é feito depois do material entregue, fiscalizado e confirmado a entrega. Entregou, emitiu a nota fiscal, pagou. E assim vai ser a medida que eles forem sendo instalados e devidamente sinalizados. Normal, senhor comandante. Isso faz parte da coisa pública.

O que me impressiona é o fato de que em 2013, na ultima licitação para radares fixos, a prefeitura ter pago mais de 600 mil reais para a empresa que instalou os equipamentos, antes mesmo deles funcionarem, e o Comandante do 12ºBpm na época não ter feito as mesmas críticas que fez na última semana. Seria a amnésia seletiva do muy amigo Piriquito que estaria contagiando Evaldo? Ou porque a PM recebia parte dos valores das multas aplicadas na cidade? Preocupante.
Correção: Evaldo assumiu o comando do 12º BPM em fevereiro de 2015 com a saída de Marcello Martinez Hipólito, e ficou até 2019, quando assumiu a PMRv. Em 2013 o comandante era o então tenente-coronel, Renato José Thiesen. São tantas histórias em quase 4 anos de comando, que mais parecia uma década. Aproveito o adendo para dizer que o Comandante da PMRv, em uma de suas entrevistas, também criticou a multa no furgão do milho que será falado abaixo. O “homem da lei” dizendo que tem que burlar a lei. Cômico.  

Se não tiver lembrado, leia aqui. 

E não adianta usar seu argumento de rebate falando de comissionado ou “jornal pago”. Um que não sou comissionado e outra que se falar que sou pago para “defender” o governo vai ter que provar. Afinal, já me ofereceram pagamento para bater no governo, mas nem isso cumpriram. rs.

Carro de milho

Edson Piriquito em um áudio enviado no grupo carinhosamente chamado de “Mafia dos Milheiros”, incitou os agentes de trânsito da cidade a prevaricar no que diz respeito ao carro que entrega milho aos pontos na Avenida Atlântica. Os agentes multaram o motorista, pois pessoas estavam sendo carregadas no compartimento de carga.

Piriquito disse que vai “rever isso ai”. Rever o que cara pálida? Vai mudar o CTB? O senhor esqueceu que tirou o estacionamento e os bolsões de carga e descarga da Atlântica? Que pelo fato do senhor conhecer muy bien, o dono da empresa, nunca permitiu que esses abusos fossem autuados?

Até hoje, obviamente por não ter outras opções, os agentes deixavam passar batido. Mas nesse fim de semana, em apenas uma parada, o motorista cometeu 3 infrações de trânsito de uma única vez.

1 – Art. 182Parar o veículo: … X – em local e horário proibidos especificamente pela sinalização (placa – Proibido Parar)
2 – Art. 209 – Transpor, sem autorização, bloqueio viário com ou sem sinalização ou dispositivos auxiliares, deixar de adentrar às áreas destinadas à pesagem de veículos ou evadir-se para não efetuar o pagamento do pedágio. (Estava acontecendo o Atlântica Ativa)
3 – Art 230
– Conduzir o veículo: … II – transportando passageiros em compartimento de carga, salvo por motivo de força maior, com permissão da autoridade competente e na forma estabelecida pelo CONTRAN;

E o senhor disse que o agente deveria prevaricar? A fama de corrupção no seu governo não é o bastante para o senhor ficar quieto ao invés de incitar outros a cometer um crime previsto no CP e serem corruptas?

Análise de Balneabilidade

O apresentador Nilton Bleichvel publicou uma imagem onde fazia o comparativo das análises feitas pelo IMA e pela Emasa. Rapidamente, o vereador Piruka compartilhou e jogou isso em todos os cantos, colocando em dúvida as análises feitas por um laboratório contratado pela Emasa, credenciado no IMA e certificada pelo Inmetro.

Pois bem, se a análise do IMA dá como imprópria, toda a oposição acredita. Quando a análise dá como própria, a análise do estado está errada. A mesma coisa acontece com as análises da Emasa. Se dá imprópria, todo mundo ficar quietinho. Mas se dá própria, a análise tem o resultado “comprado”.

Afinal, qual é o parâmetro para a verdade ou a mentira? A opinião deles mesmos? Em conversa com um assessor do vereador Piruka, ele também colocou em dúvida a balneabilidade atestada pelo IMA e pela Emasa. Pedi para ele me indicar alguma praia totalmente própria para banho e, após se enrolar um pouco, disse “Taquaras, Taquarinhas”. Eu perguntei com base no que ele me atestava que era 100% limpa. Após gaguejar de novo, me disse: “A cor da água oras, são Bandeira Azul”.

Pois bem, a Beira Mar Norte em Floripa a cor da água é linda mas é um esgoto a céu aberto. Então a cor pouco importa. Coliformes fecais não tem paleta. A “Bandeira Azul” é uma certificação internacional dada a praias e marinas que cumprem com um punhado de condicionantes. Entre eles, atestar a balneabilidade através de exames em laboratórios credenciados pelos órgãos ambientais. E advinha quem é que contrata o laboratório que faz esses exames que cumprem os requisitos da certificação da “Bandeira Azul”?
O LABB Laboratório de Análises Ambientais é credenciado pelo IMA, certificado pelo Inmetro e quem paga é a prefeitura. Será que estão errados também?

Resumo

Só sei que a política não é para amadores. Não é qualquer um que tem o poder de se posicionar e trocar de posicionamento, ou opinião, tão rápido como se troca de roupa. Daqui a pouco tem mais pré candidatos do que eleitores. Todos usam a mesma tática, a desconstrução. Até o momento, ninguém apresentou propostas ou ideias. A única coisa que fizeram foi criticar o atual governo. Quando perguntados sobre o que fariam sobre assunto X ou Y, dizem “Tem que estudar direito como fazer, mas como está sendo feito está errado”. Todo mundo critica, poucos apresentam soluções.

E assim segue, rumo as eleições 2020.
“O poder acima de tudo, a hipocrisia acima de todos”

A política é uma “Fábrica de Hipócritas” – Coluna Ácido Úrico
Por Gian Del Sent

Comente Abaixo