Adolescente de 12 anos desaparece e roda mais de 400 km em carro de aplicativo

Os pais de Stefani, uma adolescente de 12 anos, estão desesperados após o sumiço da filha. A menina saiu de casa na tarde de terça-feira (30), em Fazenda Rio Grande, na Região Metropolitana de Curitiba (PR), embarcou em um carro de aplicativo e não foi mais vista.

Adolescente de 12 anos desapareceu e rodou 400 km em carro de aplicativo – Foto: Reprodução/ RIC Record TV)
Adolescente de 12 anos desapareceu e rodou 400 km em carro de aplicativo – Foto: Reprodução/ RIC Record TV)

O celular da menina foi rastreado pela mãe, que descobriu que a filha está em Osasco, no interior de São Paulo. A suspeita é de que ela tenha ido encontrar um youtuber, um adolescente que tem um canal na internet em que fala sobre jogos.

Conforme a mãe de Stefani, ela teria saído de casa após o almoço na terça e deixado a adolescente com a irmã mais velha, de 19 anos, em casa. Ao voltar, a adolescente tinha desaparecido. Câmeras de segurança registraram a garota entrando em um carro de aplicativo.

Viagem a São Paulo

A família de Stefani entrou em contato com o motorista de aplicativo que confirmou que teria deixado a menina em São Paulo. A simulação é de que a corrida tenha dado cerca de R$ 500, mas a mãe da menina afirma que ela não tinha acesso ao aplicativo e que não poderia ter chamado o carro.

Não se sabe ainda quem pagou pela corrida ou fez a chamada para o motorista.

A menina saiu levando apenas uma mochila e deixou uma carta para os pais. Nela, ela afirmou que os amava, mas que estava cansada de viver ali e que, por isso, estava indo embora. “Não me procure, quando eu quiser, eu volto”, diz um trecho da carta. A mãe da adolescente afirmou que não notou nenhuma mudança no comportamento da filha nos últimos dias.

“Ela não deu sinal de nada, todos esses dias normal, nesses dias de pandemia estuda de manhã, online, de tarde fica em casa com a gente, eu tô só em casa também, não vi nada”, disse a mãe.

O pai também confirmou que não houve brigas ou desentendimentos que pudessem explicar o motivo do desaparecimento de Stefani. Agora, tudo o que querem é que a menina volte logo para casa.

“Que ela realmente volte que a gente está esperando ela de braços abertos, a gente sabe que foi uma crise talvez de adolescência, a indução de alguém, uma visão ludibriada por alguém, mas filha, a gente tá esperando você.”, apela a mãe.

Conselho Tutelar

O Conselho Tutelar está dando suporte para a família e já acionou a Polícia Civil, que investiga o caso.

As equipes entraram em contato com as autoridades de Osasco, que informaram que a menina aparenta estar “em trânsito”. Existe a expectativa de que Stefani volte para casa após a repercussão do desaparecimento, mas ainda não há confirmação dessa situação.

*Com informações do RIC Mais.